Mancini: Triunfo do Galatasaray "para os adeptos"

Roberto Mancini dedicou a vitória e o apuramento do Galatasaray "à confiança dos 40 mil adeptos", enquanto Antonio Conte lamentou os lapsos da Juventus.

Os jogadores do Galatasaray festejam o triunfo sobre a Juventus
Os jogadores do Galatasaray festejam o triunfo sobre a Juventus ©AFP/Getty Images

Roberto Mancini, treinador do Galatasaray 
Foi, obviamente, um jogo muito duro, mas se o analisarmos na sua totalidade, penso que merecemos este resultado. Julgo que o grupo da época passada era mais fácil; esta época tínhamos o Real Madrid e a Juventus. Creio que cumprimos uma importante missão. Esta vitória é dedicada a todos os nossos adeptos. Eles estiveram aqui connosco na última noite e 40 mil voltaram a estar aqui connosco esta tarde. Sentimo-nos honrados com a confiança que eles depositam em nós.

No final o triunfo acabou por nos sorrir. O empate chegava à Juventus e, por isso, eles actuaram de forma um pouco mais defensiva. Fomos nós quem mais procurou o ataque e que mais oportunidades de golo criou. Conseguimos aproveitar uma dessas oportunidades e estou extremamente feliz por estarmos na próxima fase; foi bastante complicado. Não é, contudo, nada de extraordinário: ganhar algo, sim, é um sucesso. Isto foi apenas um passo rumo ao sucesso e estou feliz por o termos dado. Quero agradecer à minha equipa por ter somado os pontos necessários para seguir em frente no grupo, mas na próxima fase vamos encontrar ainda maiores dificuldades.

Estou satisfeito, não apenas por este triunfo ter sido frente a uma equipa italiana, mas porque eu e o Galatasaray nos adaptámos muito bem um ao outro num tão curto espaço de tempo; foi isso que nos levou à vitória esta tarde. Este jogo não foi a nossa melhor exibição, pois sinto que jogámos melhore frente ao Copenhaga, mas apresentámo-nos sólidos e confortáveis na defesa. Não sofremos golos, o que comprova que estamos a melhorar. Vamos procurar continuar assim; hoje fomos uma equipa extremamente motivada, que mostrou uma alma enorme.

A Juventus tem excelentes jogadores e é uma equipa muito, muito  forte. Mas nós também contamos com grandes jogadores, como Burak [Yılmaz], [Didier] Drogba ou [Wesley] Sneijder. Não nos podemos esquecer disso, mas estamos realmente muito felizes por termos seguido em frente num grupo que incluía equipas tão poderosas como o Real Madrid e a Juventus.

Antonio Conte, treinador da Juventus 
Felicitei os meus jogadores, porque esta tarde eles não podiam ter feito muito mais do que aquilo que fizeram, mas lamento que tenhamos vindo para este último jogo ainda sem o apuramento garantido. Complicámos a nossa vida ao desperdiçar muitas oportunidades nos jogos anteriores. Nunca se sabe o que pode acontecer num jogo, pelo que a culpa é toda nossa, por não termos assegurado antes o apuramento.

Não fizemos muitos remates à baliza e cometemos um erro no lance do golo do Galatasaray, porque nos deixámos ficar numa situação de três contra três, o que é sempre perigoso. Estamos, por isso, muito desiludidos com a forma como fomos eliminados da competição, mas agora resta-nos pensar na Serie A e na Europa League.