Buffon de gelo quer sair de Istambul sem golos sofridos

O guarda-redes da Juventus, Gianluigi Buffon, desvalorizou a influência dos adeptos do Galatasaray e centrou atenções no objectivo de um primeiro jogo sem golos sofridos no Grupo B.

Gianluigi Buffon em pose confiante durante a conferência de imprensa prévia ao jogo
Gianluigi Buffon em pose confiante durante a conferência de imprensa prévia ao jogo ©AFP/Getty Images

O Estádio Ali Sami Yen Spor Kompleksi pode ser um local barulhento e intimidante sob as luzes de uma grande noite europeia, mas para um futebolista tão experiente quanto Gianluigi Buffon há poucas possibilidades de se sentir incomodado quando saltar para a frente dos adeptos do Galatasaray AŞ na terça-feira.

Falando na véspera do jogo final, e decisivo, para a Juventus no Grupo B da UEFA Champions League em Istambul, Buffon traçou um paralelo com a viagem que os campeões italianos em título fizeram a outro estádio igualmente ruidoso, o Celtic Park, nos oitavos-de-final da época passada. Recordou o papel que os adeptos da casa desempenharam, proporcionando um ambiente fantástico, mas acrescentou que esse facto não teve reflexo naquilo que se verificou em campo.

"Tal como disse em Glasgow, nunca vi adeptos marcarem golos", disse Buffon, jogador da Juventus há 13 épocas. "E penso o mesmo agora, obviamente. Muito dependerá da nossa atitude e da forma como respondermos quando os adeptos da casa começarem a fazer-se notar."

A Juventus ganhou 3-0 naquela noite em Glasgow, mas um empate em Istambul será suficiente para garantir à equipa a passagem à próxima fase eliminatória. 

Os "bianconeri" ganharam sete jogos seguidos na Liga italiana. Comparativamente, venceram apenas um dos cinco efectuados no Grupo B, 3-1 contra o FC København na última jornada – suficiente para lhes dar o segundo lugar na classificação. Mas há muito trabalho a fazer em Istambul.

"Sabemos que estamos a jogar melhor na Série A que na Champions League esta época, mas esperamos que amanhã possamos produzir uma boa exibição à imagem do que fazemos na nossa Liga", disse Buffon.

Buffon não sofreu um único golo nessa sequência de sete vitórias na Série A, mas não conseguiu ainda uma folha limpa na Europa esta época. "É esse o factor incomum na primeira parte da temporada", acrescentou. "Espero que possamos dar a volta. O Galatasaray tem óptimos atacantes, mas esperamos encontrar soluções para todos os problemas que nos possam colocar."

O guarda-redes de Itália, que faz 36 anos no próximo mês, está satisfeito com a sua forma, mas menos agradado com a ausência por lesão do seu companheiro de equipa, e igualmente veterano, Andrea Pirlo. "Ele tem qualidades específicas e, por isso, não tentaremos substituí-lo directamente", disse.