Olympiacos com o destino nas mãos

O Olympiacos recebe o Anderlecht, último classificado do Grupo C, no Pireu, na derradeira jornada, sabendo que mais um triunfo caseiro será suficiente para garantir o segundo posto.

O Olympiacos espera festejar o apuramento para a fase a eliminar
O Olympiacos espera festejar o apuramento para a fase a eliminar ©AFP/Getty Images

O Olympiacos FC defronta o RSC Anderlecht, último classificado do Grupo C, sabendo que a vitória lhe garante o apuramento para os oitavos-de-final pela primeira vez desde 2009/10.

• O campeão grego tem os mesmos sete pontos que o SL Benfica, mas tem vantagem no confronto directo. Caso o Olympiacos vença, segue em frente; caso contrário, igualar o resultado que o Benfica conseguir na recepção ao Paris Saint-Germain, vencedor do grupo, também é suficiente.

• O avançado do Olympiacos, Kostas Mitroglou, apontou um "hat-trick" quando as equipas se encontraram na segunda jornada, o primeiro da autoria de um jogador grego na competição.

• Esse triunfo deu vida à campanha do Olympiacos, que tinha começado com uma derrota por 4-1 frente ao Paris, em casa. No outro jogo caseiro, bateu o Benfica por 1-0.

• O Anderlecht perdeu quatro dos cinco jogos no Grupo C, excepção feita para o empate a um em Paris, na quarta jornada. Perdeu por 2-0 no terreno do Benfica.

Encontros anteriores
• Este será o terceiro desafio entre as equipas esta época – disputaram um amigável no Pireu, a 7 de Agosto, que o Olympiacos venceu por 1-0, com um golo de Dimitris Siovas.

• Antes desta temporada, a última vez que se defrontaram nas competições europeias foi no Outono de 1974, na segunda eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus. O Anderlecht venceu em casa por 5-1, mas teve de suportar um susto na segunda parte do jogo em Patras, já que Maik Galakos facturou um "hat-trick" para o Olympiacos, cujo triunfo por 3-0 não evitou a eliminação.

• A outra experiência do Olympiacos frente a opositores belgas aconteceu em 2009/10, na fase de grupos da UEFA Champions League, quando derrotou o R. Standard de Liège por 2-1 no Estádio Georgios Karaiskakis, perdendo o jogo da segunda volta por 2-0.

• A derrota do Anderlecht na segunda jornada colocou um ponto final numa série invicta de sete jogos frente a adversários gregos, todas as competições incluídas, com quatro vitórias e três empates. O outro desaire, num total de 13 partidas, aconteceu em Atenas, na quarta eliminatória da edição 2002/03 da Taça UEFA, perdendo por 3-0 com o Panathinaikos FC. O seu registo global é de cinco vitórias, cinco empates e três derrotas (uma vitória, três empates e duas derrotas fora).

• Antes desta época, os últimos seis jogos do Anderlecht frente a adversários gregos foram todos com o AEK Athens FC, na fase de grupos da edição 2006/07 da UEFA Champions League e nas fases de grupos das edições 2010/11 e 2011/12 da UEFA Europa League. Averbou três vitórias e três empates.

Retrospectiva
• O Olympiacos, na fase de grupos pela 15ª vez, a terceira consecutiva, atingiu os quartos-de-final em 1998/99. A última vez que chegou aos oitavos-de-final foi em 2009/10.

• Na temporada passada terminou no terceiro lugar do Grupo B. Perdeu por 2-1 em casa frente ao FC Schalke 04, antes de bater Montpellier Hérault SC (3-1) e Arsenal FC (2-1).

• O Olympiacos ganhou oito dos seus últimos 11 jogos caseiros na fase de grupos.

• Na sua décima participação na UEFA Champions League, o Anderlecht tem mantido o registo indesejado de terminar sempre no último lugar nas sete ocasiões em que disputou a fase de grupos desde que alcançou os oitavos-de-final, em 2000/01.

• Em oito jogos fora de casa na competição propriamente dita, desde o sucesso por 1-0 em casa do Real Betis Balompié, na última partida da fase de grupos em 2005/06, o Anderlecht somou cinco empates e três derrotas.

Ligações entre as equipas
• Míchel fez parte do "onze" inicial nos dois encontros emocionantes do Real Madrid CF frente ao Anderlecht, na segunda eliminatória da edição 1984/85 da Taça UEFA. O Real perdeu por 3-0 em Bruxelas, mas ganhou a segunda mão por 6-1, garantindo o apuramento.

• Kostas Manolas participou em três dos jogos do AEK frente ao Anderlecht na UEFA Europa League, e foi expulso em Bruxelas a 15 de Setembro de 2011, quando o conjunto belga ganhou por 4-1. Olivier Deschacht e Silvio Proto, colegas na formação belga, disputaram os 360 minutos nessas duas épocas.

• Anthony Vanden Borre marcou quando o Anderlecht defrontou o AEK na fase de grupos da UEFA Champions League, a 6 de Dezembro de 2006, inaugurando o marcador num empate a dois.

Conteúdos relacionados

Topo