Costa e Pyatov elogiam rapidez do Shakhtar

Douglas Costa considera que a vitória do Shakhtar se deveu a um estilo de jogo "rápido e agressivo", enquanto Carlos Vela, da Real Sociedad, lamentou o fim da campanha europeia dos espanhóis.

Douglas Costa festeja o primeiro dos seus dois golos
Douglas Costa festeja o primeiro dos seus dois golos ©AFP/Getty Images

Um "futebol rápido e agressivo" foi crucial para a vitória do FC Shakhtar Donetsk sobre a Real Sociedad de Fútbol, segundo Douglas Costa. Já o guarda-redes Andriy Pyatov preferiu destacar que "apesar do resultado final, não foi um jogo fácil", enquanto Carlos Vela lamentou a eliminação precoce da Real Sociedad nas competições europeias.

Douglas Costa, médio do Shakhtar
Não importa quem é eleito o Melhor em Campo. O mais importante é que a equipa jogou bem e ganhou. Esse é o nosso feito colectivo. Claro que esperávamos ganhar, pois precisávamos de pontos, mas nunca pensei que fosse por 4-0.

O treinador pediu-nos para praticarmos futebol rápido e agressivo, e foi o que fizemos. Treino bastante os remates de longe – por isso é que no meu primeiro golo tentei a sorte e acabou por sair como eu queria. Nos treinos também trabalhamos cantos e outros lances de bola parada, por isso o nosso primeiro golo foi uma jogada estudada.

Andriy Pyatov, guarda-redes do Shakhtar
Sabíamos que hoje o mais importante era vencer. Preparámo-nos para um jogo muito difícil e, apesar dos números finais, não foi uma tarefa fácil. Todos os jogadores deram o seu melhor e tenho que lhes agradecer, pois tive pouco trabalho.

A Real Sociedad jogou exactamente como Mircea Lucescu nos tinha dito. Na primeira parte demorámos algum tempo até nos acostumarmos ao seu estilo de jogo, mas depois começámos a praticar o futebol que sabemos e tudo correu da melhor forma.

Carlos Vela, avançado da Real Sociedad
Como é óbvio, foi um jogo e uma campanha decepcionante para nós. Esperávamos ter mais pontos e lutar pela presença na fase seguinte. A nossa equipa é jovem, por isso precisamos de ganhar experiência para regressar no futuro. Sofremos o primeiro golo devido a um erro nosso, uma desatenção num canto.

Tentámos regressar ao jogo, mas ao fazê-lo, demos muito espaço ao Shakhtar, que aproveitou para dilatar o resultado. No entanto, foi uma boa lição para nós, algo que não devemos esquecer. Ainda assim, continuamos motivados para o jogo frente ao Bayer 04 Leverkusen, pois queremos somar a primeira vitória.

Conteúdos relacionados

Topo