Cavani confirma Paris no primeiro lugar

Paris Saint-Germain 2-1 Olympiacos FC
A jogar com dez homens, Edinson Cavani, aos 90 minutos, deu a vitória e a qualificação do Paris para os oitavos-de-final no topo do Grupo C.

Zlatan Ibrahimović deu ao Paris uma vantagem madrugadora
Zlatan Ibrahimović deu ao Paris uma vantagem madrugadora ©AFP/Getty Images

O Paris Saint-Germain derrotou por 2-1 o Olympiacos FC na quinta jornada do Grupo C da UEFA Champions League e garantiu o apuramento para os oitavos-de-final como primeiro classificado.

Edinson Cavani, no minuto 90, repôs a vantagem nascida no golo de Zlatan Ibrahimović que Kostas Manolas anulara perto do fim e, com este desfecho, o Paris – que jogou a segunda parte com dez homens – defronta o SL Benfica na última jornada já com o apuramento resolvido no primeiro posto.

A precisar de apenas um ponto para rumar aos oitavos-de-final antes de defrontar o Olympiacos, o Paris dominou amplamente a primeira meia hora do jogo, chegando ao golo numa conclusão implacável de Zlatan Ibrahimović após assistência da direita de Gregory van der Wiel, logo ao sétimo minuto. Kostas Mitroglou não demorou a responder e Salvatore Sirigu (12) teve de se aplicar para evitar o empate.

Passada a avalanche inicial francesa, os gregos cresceram no jogo e começaram a pressionar mais alto e, aproveitando um mau corte de Maxwell (34), Mitroglou voltou a incomodar Sirigu, sendo necessário esperar até aos momentos finais antes do intervalo para que Edinson Cavani obrigasse Roberto a uma defesa apertada.

Marco Verrati (46) viu o segundo cartão amarelo e deixou o Paris a jogar toda a segunda parte com dez homens. Ibrahimović (52), de livre directo, atirou fortíssimo e Roberto, acrobático, desviou para fora no primeiro sinal dos anfitriões de que o desequilíbrio em campo era apenas aparente.

Com o Olympiacos cada vez mais envolvido na busca do empate, o Paris abdicou de tentar manter o controlo total do jogo e passou a apostar no contra-ataque, surgindo novamente Ibrahimović (61) a alvejar a baliza grega. Roberto (72 e 75) voltou às defesas complicadas, primeiro num remate cruzado de Adrien Rabiot e depois a desviar uma tentativa de Blaise Matuidi.

Do banco grego, Paulo Machado viu Kostas Manolas (80) repor a igualdade no minuto a seguir à saída de Ibrahimović do jogo, facto que deixou o Paris sem referências no ataque quando mais delas passou a precisar. E do nada, Cavani apareceu solto na área, assistido por Marquinhos, a fuzilar Roberto e a resolver a partida e a qualificação para os oitavos-de-final a favor dos franceses.

O Olympiacos tem agora que derrotar o RSC Anderlecht na última jornada ou fazer o mesmo resultado que o SL Benfica, que recebe o Paris, para poder seguir as pisadas do campeão francês.