Resposta do Real justifica primeiro lugar

O Real Madrid fez uma boa exibição na segunda parte, com dez jogadores, e justificou o apuramento ao bater o Galatasaray por 4-1, com Arbeloa a elogiar a mudança táctica de Carlo Ancelotti.

Álvaro Arbeloa marca o segundo golo do Real Madrid ao Galatasaray
Álvaro Arbeloa marca o segundo golo do Real Madrid ao Galatasaray ©AFP/Getty Images

O defesa Álvaro Arbeloa explicou ao UEFA.com que a táctica do Real Madrid CF na segunda parte foi decisiva para o triunfo por 4-1 sobre o Galatasaray AȘ, que valeu a qualificação como primeiro classificado do Grupo B da UEFA Champions League. Do outro lado, o médio Felipe Melo destacou que os turcos podem bater a Juventus a 10 de Dezembro e fazer companhia aos "merengues" nos oitavos-de-final.

Álvaro Arbeloa, defesa do Real Madrid 
Considero que mostrámos que somos uma equipa em crescimento acelerado. Ficámos numa posição muito difícil quando sofremos a expulsão e tínhamos pela frente uma equipa que estava determinada em vencer. Mostrámos ambição e desejo, apesar de já termos a qualificação praticamente garantida.

As mudanças que o treinador fez ao intervalo foram muito importantes. Adaptámo-nos muito bem tacticamente. O Carlo Ancelotti pediu-nos para pressionar alto e jogar sem receios, isto apesar de estarmos reduzidos a dez jogadores. Com menos um elemento só tivemos de correr um pouco mais. A equipa respondeu ao pedido e correu tudo bem.

Fiquei feliz pelo golo, pois já não marcava há muito tempo, mas o mais importante é a exibição da equipa. Temos de continuar a melhorar. Agora queremos vencer o FC København no último jogo da fase de grupos, sendo que só depois vamos pensar no sorteio.

Felipe Melo, médio do Galatasaray 
Esta derrota não vem complicar mais a nossa tarefa. Independentemente do resultado ante o Real Madrid, tínhamos sempre de vencer a Juventus no último jogo para seguir em frente. Tudo vai ser decidido na recepção à Juve. O que aconteceu hoje na segunda parte foi que jogámos frente ao Real Madrid. Com mais ou menos um jogador, é sempre o Real Madrid.

Antes do jogo dissemos que qualquer falha de concentração seria fatal. Tivemos o jogo nas nossas mãos, mas os erros que cometemos permitiram aos espanhóis dar a volta à situação. Já vencemos o Real Madrid, por isso também podemos bater a Juventus.

Topo