O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Ajax ultrapassa Celtic com primeiro triunfo

AFC Ajax 1-0 Celtic FC
Um golo de Lasse Schöne na segunda parte permitiu à equipa de Amesterdão vencer pela primeira vez no Grupo H.

Lasse Schöne bateu Fraser Forster e deu a primeira vitória ao Ajax no Grupo H
Lasse Schöne bateu Fraser Forster e deu a primeira vitória ao Ajax no Grupo H ©AFP/Getty Images

O AFC Ajax ultrapassou o Celtic FC na luta pelo terceiro lugar do Grupo H, após um golo solitário de Lasse Schöne ter valido os primeiros três pontos para a equipa de Amesterdão.

Se a partida da quarta jornada necessitava de uma faísca depois de uma primeira parte monótona, foram precisos apenas seis minutos após o reinício para o médio dinamarquês Schöne marcar no frente-a-frente com o guardião do Celtic, Fraser Forster. Seguiram-se oportunidades em ambas as balizas quando o jogo finalmente abriu, com o remate de Schöne, no final, a revelar-se suficiente para prolongar o pobre registo fora do Celtic na UEFA Champions League e trazer o Ajax de volta à disputa pelo segundo lugar.

Forster foi o primeiro guarda-redes a ser chamado a intervir, desviando para fora com uma palmada um livre cobrado por Stefano Denswil, aos oito minutos. O gigante inglês repetiu a acção quando um cruzamento de Ricardo van Rhijn foi correspondido com uma cabeçada de Siem de Jong. E se aquelas duas defesas ajudaram o marcador a manter-se em branco, o guarda-redes adversário, Jasper Cillessen, terá tido um dos 45 minutos mais tranquilos da sua carreira.

O Ajax desfrutou de mais posse de bola e domínio territorial, mas não criou nenhuma ocasião séria de golo. Pela sua parte, o Celtic apenas teve alguns pontapés de canto até ao intervalo dos quais não resultou nada de assinalável. O intervalo anunciou uma mudança radical e o visitante Beram Kayal logo dispôs de uma ocasião gloriosa, correndo sem oposição em direcção ao coração da defesa da casa, acabando por rematar por alto.

Esta perdida veio a revelar-se pesada para a equipa do português Amido Baldé, suplente não utilizado no Celtic, já que o Ajax se colocou em vantagem segundos depois. Após combinar com Thulani Serero, Schöne surgiu na área a bater Forster com um remate rasteiro. De repente, a partida acordou e Anthony Stokes forçou Cillessen a uma defesa apertada antes de Emilio Izaguirre desviar de cabeça para canto uma nova tentativa de Schöne. O Celtic voltou à carga e apenas um corte de Veltman Jöel impediu que o passe de James Forrest chegasse a Stokes, sem marcação, na área do Ajax.

Os "bhoys" continuaram em busca do empate e dispuseram de dois livres em posição perigosa, mas Cillessen tratou facilmente do primeiro de Kris Commons e, em seguida, aliviou a soco no segundo. O mesmo jogador tentou um chapéu audacioso a 25 metros da baliza que saiu perto da barra.

Derk Boerrigter entrou então para defrontar o seu antigo clube e para injectar um pouco de ritmo no ataque do Celtic, mas foi Forrest quem fez a ameaça seguinte, descobrindo o seu caminho até à área antes de ser travado. Denswil ainda acertou no poste nos minutos finais, mas, em última análise, foi Schöne quem decidiu o desafio.