Paulo Fonseca: "Acreditamos no apuramento"

Paulo Fonseca não ficou agradado com o resultado final, mas não deixou de elogiar o espírito de sacrifício da sua equipa, enquanto Luciano Spalletti elogiou Hulk pela exibição.

Paulo Fonseca ainda acredita no apuramento portista
Paulo Fonseca ainda acredita no apuramento portista ©AFP/Getty Images

Paulo Fonseca, treinador do Porto
Não estávamos a jogar contra uma equipa qualquer, mas sim frente a uma formação com bons valores e qualidade. O Zenit deslocou-se a Portugal com necessidade de pontuar, apesar de, pela forma como se apresentou no início, não parecer ser esse o caso. No entanto com menos um jogador as coisas complicaram-se.

Destaco o grande jogo que fizemos com dez jogadores, com um espírito de solidariedade muito forte. Não estou satisfeito com o resultado, é claro, porque complica as nossas contas. A nossa confiança e optimismo saem reforçados apesar da derrota.

Terminada que está a primeira volta, o apuramento ainda não está decidido, e tal como o Zenit veio cá ganhar, nós podemos ir à Rússia e fazer o mesmo. Faltam três jogos e o que fizemos hoje leva-me a acreditar que o futuro será cada vez melhor. Acreditamos plenamente no apuramento.

Luciano Spalletti, treinador do Zenit
Foi uma partida complicada, na qual, apesar da nossa superioridade numérica, o equilíbrio foi uma constante. A esse respeito, dou os parabéns ao Porto, por ter dificultado a nossa tarefa. Conseguimos criar oportunidades, acabando por só converter uma. Um ponto negativo é que demos muito espaço ao adversário.

O Hulk esteve fantástico hoje, desempenhando um papel fulcral na vitória. Segue-se o jogo em São Petersburgo que, esse sim, acho que vai ser decisivo para as contas finais.