Jovens do Real destacam melhorias da equipa

O Real marcou o décimo golo em apenas dois jogos na UEFA Champions League frente ao Copenhaga e dois dos seus jovens não esconderam a satisfação com mais uma goleada.

Raphaël Varane felicita Critiano Ronaldo por um dos golos
Raphaël Varane felicita Critiano Ronaldo por um dos golos ©AFP/Getty Images

O Real Madrid CF superou a recente derrota com o Club Atlético de Madrid, na Liga espanhola, ao golear o FC København com uma exibição demolidora no segundo tempo, assumindo a liderança do Grupo B da UEFA Champions League.

O defesa Raphaël Varane disputou o primeiro jogo desde que foi operado a um joelho e destacou a melhoria da equipa, enquanto Jesé Rodríguez fez a estreia na prova e sublinhou os golos sensacionais dos espanhóis no triunfo por 4-0. Do outro lado, Olof Mellberg confessou ao UEFA.com que o plano traçado para este jogo não resultou.

Raphaël Varane, defesa do Real Madrid
Estou muito feliz. Estive muito tempo sem jogar e fiquei em campo os 90 minutos, foi um enorme prazer. Trabalhei muito nos últimos dias para alcançar este objectivo. Sinto-me fisicamente muito bem e espero melhorar ainda mais. Estou satisfeito por termos conseguido marcar quatro golos, ao mesmo tempo que fizemos uma exibição sólida na defesa, conseguimos o equilíbrio certo.

Jesé Rodríguez, avançado do Real Madrid
Estou muito feliz por ter feito a estreia nas competições europeias e ainda mais por isso ter acontecido frente a estes adeptos fantásticos, que demonstram sempre um enorme carinho pelos jovens formados no clube. Acima de tudo, estou feliz porque ganhámos. Foi uma boa vitória e considero que fizemos um grande jogo, com golos sensacionais. Ángel Di María, Cristiano Ronaldo e Iker Casillas jogaram muito bem. Estamos todos felizes, o que é importante.

Olof Mellberg, defesa do Copenhaga 
O aspecto positivo deste jogo é que ficámos com a sensação de que conseguimos controlar o Real Madrid durante certos períodos do jogo. Quando desligamos, eles castigam-nos e foi isso que aconteceu em pelo menos três golos. Isso não pode acontecer frente a um adversário como este. O nosso plano era sermos sólidos na defesa e tentar marcar em contra-ataque ou numa jogada de bola parada. Conseguimos criar algumas oportunidades desta forma. Tivemos algum azar em não marcar na primeira parte. Acabámos por não conseguir.