Marselha e Arsenal querem começar em grande

O respeito mútuo abundou nas conferências de imprensa de Elie Baup e de Arsène Wenger antes da recepção do Marselha ao Arsenal, no confronto de abertura do Grupo F.

Arsène Wenger supervisiona um treino do Arsenal
Arsène Wenger supervisiona um treino do Arsenal ©Getty Images

O respeito mútuo foi algo que abundou nas conferências de imprensa que se realizaram no Stade Vélodrome, antes do duelo de quarta-feira entre as duas equipas para a UEFA Champions League.

Elié Baup elogiou o Arsenal FC, que vence consecutivamente há nove jogos fora de casa, como "uma das oito melhores equipas da Europa", ao passo que Arsène Wenger elogiou uma equipa do Olympique de Marseille em constante mutação. Também houve consenso sobre o equilíbrio que caracterizará o Grupo F e quanto a como um bom começo seria muito bem-vindo – mesmo que a vitória não seja tida como essencial.

Marselha
Elié Baup, treinador
Sabemos que não somos favoritos, mas isto é futebol e tentaremos ser a equipa a contrariar as expectativas. Estamos a abordar este encontro com bastante ambição e vontade. Individualmente, o Arsenal tem melhor equipa, mas a nossa ambição é tentar jogar bem.

Estamos a construir uma equipa jovem. Estes jogos da Champions League são uma fonte de evolução e de aprendizagem para os jogadores mais jovens, assim como para os mais experientes. Queremos atingir algo. Terá que ser um esforço colectivo.

O Arsenal é tão bom e experiente como anteriormente, uma das oito melhores equipas da Europa; tentaremos causar-lhes problemas jogando o nosso futebol. Tentaremos não deixar espaços livres entre linhas, pois sabemos que o Arsenal gosta de usar os espaços. Temos que conseguir um bom resultado perante os nossos adeptos no nosso estádio novo.

Resultado do fim-de-semana
Sábado: Toulouse FC 1-1 Marseille (Ben Yedder 66; Lucas Mendes 87)
Mandanda; Fanni, Lucas Mendes, N'Koulou, Morel (Mendy 86); Romao, Imbula, Valbuena, Payet (Khalifa 70), Gignac, Thauvin (Jordan Ayew 53).

• Um segundo golo em outros tantos jogos para o defesa-central Lucas Mendes elevou o Marselha ao quarto lugar da Ligue 1. No início do mês, Mendes estava há 32 jogos sem marcar um golo.

Notícias da equipa
André Ayew está novamente disponível após ter cumprido um jogo de castigo no sábado, ao passo que o defesa Souleymane Diawara regressou aos treinos na terça-feira após ter-se lesionado numa coxa a 1 de Setembro, na derrota no terreno do AS Monaco FC por 2-1. O encontro com o Arsenal poderá até vir cedo demais para o defesa-central.

Arsenal
Arsène Wenger, treinador
É um grupo difícil. Precisaremos de dez pontos para nos qualificarmos e todas as quatro equipas têm hipóteses. Todos os jogos serão importantes. Precisamos de somar pontos longe de casa e tentaremos vencer em Marselha. Não podemos prever que venceremos todos os nossos jogos em casa, mas tentaremos começar bem para ficarmos em boa posição.

O Marselha tem um grande apoio em casa, muita força física e são muito fortes na frente. Eles estão habituados aos grandes jogos. O Marselha está a construir uma boa equipa com jogadores jovens. Trata-se de uma política inteligente e ao jogar nestes jogos importantes, esses jogadores tornar-se-ão grandes talentos. Acredito que podem vir a ser uma das duas primeiras classificadas do grupo. No entanto, é difícil prever quem passará à fase seguinte.

Resultado do fim-de-semana
Sábado: Sunderland AFC 1-3 Arsenal (Gardner 48 pen; Giroud 11, Ramsey 67 76)
Szczęsny; Sagna, Jenkinson, Koscielny, Gibbs; Wilshere, Özil (Vermaelen 80), Flamini; Giroud (Akpom 90), Walcott (Monreal 89), Ramsey.

• Mesut Özil marcou a sua estreia com uma assistência para o tento inaugural de Olivier Giroud, mas foi Aaron Ramsey quem mais se destacou, com duas boas finalizações. O capitão da selecção do País de Gales já apontou seis golos pelo Arsenal e a respectiva selecção, já tendo duplicado a cifra que conseguiu em toda a época passada.

Notícias da equipa
Wenger diz que Giroud debelou um problema num joelho, ao passo que Özil já passou a parte mais dolorosa da sua lesão. Per Mertesacker volta a estar disponível após doença e poderá ser titular no centro da defesa ao lado de Thomas Vermaelen, que fez o seu primeiro jogo esta temporada no sábado, após uma lesão nas costas. Mikel Arteta (coxa), Abou Diaby (joelho) e Lukas Podolski (músculo) são lesionados de longa duração.

Facto do jogo
• O Arsenal continua invicto após nove visitas a França: seis vitórias e três empates. Venceram os últimos cinco encontros, incluindo um sucesso por 2-1 no terreno do Montpellier Hérault SC na primeira jornada da época passada.