Mourinho impõe fasquia alta para o Chelsea

De volta ao Chelsea, José Mourinho já sonha com mais um título da UEFA Champions League, embora reconheça que o Basileia representa um "difícil" primeiro desafio.

O Chelsea treina na véspera do confronto com o Basileia
O Chelsea treina na véspera do confronto com o Basileia ©AFP/Getty Images

José Mourinho não negou que estava a iniciar a primeira campanha na UEFA Champions League desde que regressou ao Chelsea FC com o objectivo de vencer a competição, mas revelou ter um receio saudável do FC Basel 1893, cujo treinador Murat Yakin deseja melhorar o desempenho em relação à eliminação nas meias-finais na edição passada da UEFA Europa League, frente ao clube de Londres.

Chelsea
José Mourinho, treinador
Na temporada passada o Chelsea esteve alheado do seu habitat natural que é a Champions League e não queremos isso de novo. Pela minha experiência, quando começas com uma vitória na fase de grupos, isso significa normalmente um bom passo dado em direcção à qualificação.

Estou muito, muito feliz por estar de volta e lutar pelo meu clube, é claro, como profissional, porque sempre fiz isso em todos os clubes, mas também de modo emocionalmente diferente porque é o meu clube - é o clube de que mais gosto.

Com o Basileia, numa primeira impressão, as pessoas pensam 'não é tão difícil'. Eu lembro apenas o que aconteceu há dois anos: Manchester United fora e Basileia na fase seguinte. E no ano passado: Tottenham fora e Basileia em frente. Por isso, trata-se de uma equipa difícil.

Quando se ganha [a UEFA Champions League] uma vez, sonha-se em ganhá-la duas vezes. É o mesmo comigo: venci-a duas vezes - sonho vencê-la pela terceira vez. Mas tenho de me concentrar não no passado, mas no futuro. Quero ganhar a terceira vez - quero que o Chelsea a ganhe pela segunda.

Resultado do fim-de-semana
Sábado: Everton FC 1-0 Chelsea (Naismith 45+1)
Čech; Ivanović, Luiz, Terry, Cole (Torres 69); Mikel; Ramires; Hazard, Mata (Lampard 57), Schürrle (Oscar 57); Eto'o.

• O Chelsea sofreu a primeira derrota interna desde do regresso de Mourinho, apesar da estreia do recém-contratado Samuel Eto'o.

Notícias da equipa
Mourinho tem o plantel todo disponível e confirmou-o na conferência de imprensa de antevisão do jogo: "Não há lesões, estão todos aptos."

Basileia
Murat Yakin, treinador
É bom estar aqui [novamente]. Nos dois jogos contra o Chelsea mostrámos que estávamos à altura e, talvez, o resultado não deveria ter sido o que foi. Mas este é um novo jogo e vamos entrar em campo para dar o nosso melhor.

Temos vontade de olhar em frente e ver o que pode ser alcançado no futuro. Sim, foi uma desilusão perder contra o Chelsea na meia-final da temporada passada, mas o nosso objectivo principal é olhar em frente e fazer o melhor possível nestes seis jogos.

Claro que queremos passar esta fase e jogar nesta competição após a pausa de Inverno, mas vamos ver. Ganhámos muita experiência na última época. Vamos estar a jogar para o segundo lugar, temos o Schalke e o Steaua no grupo também; é óbvio que o Chelsea é claramente favorito, mas vamos ver depois desses dois primeiros jogos.

Este é um novo jogo: as estatísticas não me interessam. O Chelsea tem um novo treinador e alguns jogadores novos e nós também modificámos algumas coisas. Mas não há nada mais estimulante para os nossos jogadores; queremos jogar de forma inteligente e ser positivos.

Resultado do fim-de-semana
Sábado: FC Münsingen 0-1 Basileia (Delgado 55p)
Vailati; P Degen, Sauro, Ajeti, Safari, D Degen, Xhaka, Delgado (Sio 82), Andrist, Streller (Frei 72), Pak.

• O Basileia passou aos 16 avos-de-final da Taça da Suíça, mas não teve tarefa fácil diante de um opositor de terceira divisão. Apesar do jogo se ter realizado em casa, o Basileia só conseguiu marcar através de uma grande penalidade convertida por Matías Delgado.

Notícias da equipa
Yakin confirmou que Serey Die (gémeos) e Mohamed Elneny (ombro) vão falhar o jogo em Stamford Bridge.

Facto do jogo
• As equipas encontraram-se nas meias-finais da última edição da UEFA Europa League, com 5-2 favorável ao Chelsea no conjunto das duas mãos a caminho de levantar o troféu. O Basileia perdeu assim a oportunidade de se tornar na primeira equipa helvética a atingir a final de uma grande competição da UEFA.