PAOK sem pressão frente ao Schalke

Huub Stevens quer que os jogadores do PAOK "desfrutem da oportunidade" de conquistar uma vaga na fase de grupos da UEFA Champions League, enquanto o Schalke 04 revela grandes ambições.

Huub Stevens já levou o Schalke a ultrapassar a fase de grupos
Huub Stevens já levou o Schalke a ultrapassar a fase de grupos ©Getty Images

Huub Stevens considera que a pressão está do lado do FC Schalke 04, mas quer levar o PAOK FC a ultrapassar o seu antigo clube e a garantir a primeira presença na fase de grupos da UEFA Champions League.

A equipa grega, onde alinha o português Miguel Vítor, conseguiu um bom resultado na semana passada ao empatar 1-1 em Gelsenkirchen, na primeira mão do “play-off”, com Miroslav Stoch a fazer o empate depois de Jefferson Farfán ter dado vantagem aos anfitriões no primeiro tempo. Isto permite que um nulo no Estádio Toumba, na terça-feira, seja suficiente para o PAOK garantir o apuramento, mas Stevens tentou acalmar o clima de expectativa crescente.

"O resultado da primeira mão não alterou a hipóteses de cada equipa, continua a ser uma eliminatória de 50-50", explicou o holandês que teve duas passagens pelo comando Schalke, na última das quais levou os alemães a ultrapassar a fase de grupos da UEFA Champions League, antes de ser despedido, em Dezembro do ano passado. "Estamos muito motivados e queremos garantir o apuramento, mas não temos qualquer tipo de obrigação. É o Schalke que está sob pressão, não nós!"

Os gregos estão debilitados pela ausência de jogadores importantes, Lino tem uma lesão muscular, enquanto Liam Lawrence e Costin Lazăr apresentam dores nos gémeos. Os visitantes também têm problemas com lesões e elementos fundamentais como Klaas-Jan Huntelaar, Kyriakos Papadopoulos e Sead Kolasinac já sabem que vão falhar a segunda mão, enquanto Joel Matip e Leon Goretzka vão ser submetidos a testes físicos de última hora. "Este é um jogo muito importante para o clube, para toda a gente no Schalke", destacou o treinador Jens Keller, que espera uma melhoria da equipa depois do mau arranque na Bundesliga, em que somou apenas um ponto em três jogos.

"A pressão seria muito grande em qualquer caso, independentemente dos resultados no campeonato", explicou. "O empate a um golo na primeira mão não foi o ideal, mas também não é comprometedor. Trabalhámos muito para chegar até aqui. Se chegarmos à fase de grupos, a equipa irá beneficiar muito com a participação na UEFA Champions League."

O médio Jermaine Jones reconhece a importância de atingir a fase de grupos. "Todos temos noção da importância deste jogo", explicou o internacional norte-americano. "Todo a gente, dos jogadores à equipa técnica, vamos dar o máximo para garantir a passagem à fase de grupos. Temos um objectivo definido e todos estamos a puxar no mesmo sentido."

Topo