Basileia perto do apuramento ante o Ludogorets

PFC Ludogorets Razgrad 2-4 FC Basel 1893
A fantástica campanha dos búlgaros está em risco após o inspirado Mohamed Salah ter ajudado o Basileia a ganhar boa vantagem na primeira mão.

Basileia perto do apuramento ante o Ludogorets
Basileia perto do apuramento ante o Ludogorets ©UEFA.com

O FC Basel 1893 tem um pé na fase de grupos da UEFA Champions League depois de ter ganho no reduto do PFC Ludogorets Razgrad, por 4-2, na primeira mão do “play-off”.

Semifinalista da UEFA Europa League da época passada, o Basileia entrou em campo fazendo jus ao maior estatuto europeu. Com efeito, Mohamed Salah marcou o seu primeiro da noite em grande estilo, ocorrendo a um centro perfeito de Fabian Frei para bater Vladislav Stoyanov com um remate colocado, ao canto mais longe.

Os anfitriões, no entanto, não acusaram o golo sofrido e foi sem surpresa que a equipa de Ivaylo Petev empatou o encontro, a meio da primeira parte. Roman Bezjak contemporizou na perfeição e pressentiu a posição de Marcelinho nas suas costas antes de lhe endossar a bola para o brasileiro bater Yann Sommer com categoria.

Apesar dos suíços se revelaram ameaçadores, com Marcelo Díaz a criar perigo de longe, pouco antes do intervalo, o Ludogorets era, nessa altura, a equipa mais perto do golo.

Foi assim, sem surpresa, que o campeão da Bulgária consumou a reviravolta no marcador, logo após o recomeço, graças a uma finalização de primeira de Ivan Stoyanov, após cruzamento de Júnior Caiçara. O Basileia quase fez o empate logo a seguir, mas o disparo de Frei passou muito perto do alvo.

Contudo, Stoyanov foi novamente buscar a bola ao fundo da rede nove minutos depois, com Salah a fazer a diferença, fruto de outro belo lançamento, desta feita de Diaz, a proporcionar finalização eficaz ao internacional do Egipto.

O Basileia embalou então para a vitória e o estreante Giovanni Sio, contratado no sábado, finalizou com êxito após passe de Valentin Stocker. Apesar de Marcelinho ter criado perigo num lance de cabeça e Alexandre Barthe ter atirado à rede lateral, Salah, do lado suíço, teve nos pés o “hat-trick. Todavia, foi Schär a fixar o resultado, de grande penalidade, a punir falta de Caiçara – que lhe valeu a expulsão – sobre Salah.