Müller lidera elogios a Bayern "notável"

"As coisas certamente podiam ser piores", gracejou Thomas Müller, após bisar pelo Bayern de Munique na goleada por 4-0 ao Barcelona; "é louco e mal consigo acreditar", acrescentou Arjen Robben.

O Bayern faz uma vénia após a goleada sobre o Barcelona, por 4-0
O Bayern faz uma vénia após a goleada sobre o Barcelona, por 4-0 ©Getty Images

Após bisar e fazer uma assistência na sensacional vitória do FC Bayern München sobre o FC Barcelona, por 4-0, na primeira mão das meias-finais da UEFA Champions League, Thomas Müller disse ao UEFA.com que foi uma "sensação fantástica" infligir ao tetracampeão europeu uma das suas derrotas mais pesadas nas competições europeias. O capitão Philipp Lahm aplaudiu a destreza táctica dos bávaros, enquanto Arjen Robben "mal podia acreditar" no resultado volumoso.

Thomas Müller, avançado do Bayern
É uma sensação fantástica. Realizámos uma grande exibição. A forma como ganhámos foi soberba – demos o nosso melhor. Todos batalharam e empregaram-se ao máximo. Foi essa a receita. Não é segredo que temos muita qualidade no ataque. Recentemente, somámos algumas goleadas, mas vencê-los desta forma, num jogo desta magnitude, é simplesmente brilhante.

Antes do meu segundo golo, fiz sinal para o banco a indicar que tinha sofrido um pequeno toque e sentia algumas cãibras, por isso estava a preparar-me para sair, mas como ainda tínhamos a posse da bola, aguentei-me. Depois marquei, algo que, obviamente, foi fantástico.

Toda a gente sabe quão forte o Barcelona é em casa, mas estamos em óptima posição, e se conheço esta equipa, sei que vamos dar tudo para seguir em frente. Ainda nada está decidido, mas as coisas certamente podiam ser piores.

Philipp Lahm, defesa do Bayern
O Barcelona continua a ser uma equipa de topo, mas sabíamos que éramos capazes de vencê-la se fôssemos sólidos a nível defensivo, com a táctica certa e suficientemente agressivos – e foi isso mesmo que fizemos. Possuímos muita qualidade no ataque, capaz de causar estragos mesmo no adversário mais complicado, e foi o que aconteceu hoje.

Antes do jogo dissemos que, contra uma equipa tão boa quanto o Barça, seríamos de defender com 11 jogadores atrás da linha-da-bola e depois aproveitar ao máximo os espaços criados. Fizemos isso muito bem e conseguimos manter a coesão. Com essa táctica, consegue-se ter oportunidades.

David Alaba, defesa do Bayern
Enquanto jovem jogador, foi obviamente uma grande experiência. Tento desfrutar de jogos como este, mas não temos muito tempo para festejar, porque para a semana há mais um jogo.

Jogámos enquanto conjunto – esta noite, o espírito de equipa foi a nossa melhor qualidade. Queríamos realizar uma boa exibição e várias coisas correram bem para nós. Precisamos de partir totalmente concentrados para o jogo da segunda mão e garantir que continuamos sólidos.

Arjen Robben, avançado do Bayern
É algo louco e mal consigo acreditar. O Barcelona tem dominado a Europa nos últimos cinco anos. Podemos estar muito orgulhosos do que fizemos. Precisamos de manter os pés bem assentes no chão, mas claro que podemos desfrutar de uma noite como esta. Começámos bem e tivemos uma oportunidade logo a abrir. Dava realmente para sentir que estávamos preparados para um bom jogo. Lutámos em conjunto e todos ajudaram a defender. Isso foi a chave para a vitória.

Bastian Schweinsteiger, médio do Bayern
Tentámos colocá-los sob pressão e fomos bem-sucedidos. Os minutos iniciais foram uma espécie de período de aprendizagem, pois nunca tínhamos defrontado uma equipa como esta. No entanto, as coisas foram ficando mais fáceis à medida que o jogo foi avançando e esforçámo-nos ao máximo. É agradável que os esforços tenham dado resultado.

Conteúdos relacionados