Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Barcelona procura um milagre frente ao Bayern

O Barcelona não perde em casa nas competições europeias há quatro anos, mas precisará de fazer história na Champions League para dar a volta a uma derrota por 4-0 na primeira mão, frente ao Bayern.

Depois de ter ganho a primeira mão das meias-finais da UEFA Champions League, frente ao FC Barcelona, por 4-0, vai ser preciso algo espectacular para impedir o FC Bayern München de participar na final pela terceira vez nas últimas quatro épocas.

• O Barcelona ambiciona uma terceira final em Wembley, após ter disputado, e ganho, jogos decisivos no norte de Londres em 1992 e 2011. A equipa espanhola também atravessa uma invencibilidade caseira que dura há quatro anos, e venceu o AC Milan por 4-0, nos oitavos-de-final, mas precisará de algo extraordinário para eliminar o Bayern. A formação bávara infligiu aos catalães a sua derrota mais pesada fora de casa nas competições da UEFA, na primeira mão, e já ganhou a Arsenal FC e Juventus na fase a eliminar.

• Apenas três clubes conseguiram recuperar de uma desvantagem de quatro golos trazida da primeira mão. O Real Madrid CF perdeu por 5-1 em casa do VfL Borussia Mönchengladbach, na terceira eliminatória da edição 1985/86 da Taça UEFA, ganhando o segundo jogo por 4-0. Leixões SC (frente ao FC La Chaux-de-Fonds, primeira eliminatória da edição 1961/62 da Taça UEFA) e FK Partizan (Queens Park Rangers FC, segunda eliminatória da edição 1984/85 da Taça UEFA) deram a volta a derrotas por 6-2, fora, com triunfos caseiros por 5-0 e 4-0, respectivamente.

• O Milan detém o recorde para a maior vantagem desperdiçada na era da UEFA Champions League, tendo perdido no terreno do RC Deportivo La Coruña, por 4-0, nos quartos-de-final da edição 2003/04, após ter ganho em casa por 4-1.

• Os dois clubes perseguem o seu quinto título europeu, e têm em Josep Guardiola mais um ponto em comum. Vencedor da UEFA Champions League ao serviço do Barcelona, enquanto jogador e treinador, deixando o comando técnico da equipa no Verão passado, após triunfos em 2009 e 2011. Vai substituir Jupp Heynckes – outrora treinador do Real Madrid CF – no Bayern a partir deste Verão.

Encontros anteriores
• A meia-final desta época é um contraste completo com os quartos-de-final da edição 2008/09, quando o Barcelona ganhou a primeira mão, em Camp Nou, por 4-0, com golos de Lionel Messi (9, 38), Samuel Eto'o (12) e Thierry Henry (43). No jogo da segunda mão, o Bayern conseguiu um empate a um frente ao futuro campeão, com Franck Ribéry (47) e Seydou Keita (73) a marcarem os golos.

• O Bayern dirigido por Ottmar Hitzfeld derrotou o Barcelona orientado por Louis van Gaal, tanto em casa como fora, na fase de grupos de 1998/99, chegando à final dessa temporada. Um tento de Stefan Effenberg (45) valeu um triunfo por 1-0 em Munique, ao passo que Alexander Zickler (48) e Hasan Salihamidžić (87) deram a volta ao marcador em Camp Nou, após Giovanni ter aberto o activo para o Barça aos 29 minutos, de grande penalidade.

• O Bayern venceu a outra meia-final disputada entre as duas equipas por um total de 4-3, rumo à conquista da Taça UEFA de 1995/96. A primeira mão realizada na Alemanha terminou empatada 2-2, com Gheorghe Hagi a igualar aos 77 minutos um jogo que o Bayern esteve a vencer com golos de Marcel Witeczek (52) e Mehmet Scholl (57), depois de Óscar García ter colocado os "blaugrana" em vantagem (15). No entanto, a equipa dirigida por Otto Rehhagel venceria no Camp Nou, com Markus Babbel (39) e Witeczek (83) a marcarem antes de Iván de la Peña (88) ripostar pelo conjunto de Johan Cruyff. A constituição da equipa do Barcelona incluía Guardiola e Carles Busquets, pai do médio do clube catalão, Sergio Busquets.

Retrospectiva
• O Barcelona não perde em casa há 21 jogos da UEFA Champions League, contabilizando 16 vitórias desde a derrota por 2-1 com o FC Rubin Kazan, a 20 de Outubro de 2009.

• O Barcelona ganhou os dez jogos realizados em casa frente a equipas alemãs, e tem um registo global de 19 vitórias, um empate e seis derrotas. Lionel Messi marcou cinco golos – um recorde na UEFA Champions League – quando o Barcelona goleou o Bayer 04 Leverkusen por 7-1, nos oitavos-de-final da época passada.

• O Barcelona tem um registo de 13 vitórias e quatro derrotas frente a equipas alemãs em eliminatórias a duas mãos nas competições europeias. O registo do Bayern frente a adversários espanhóis é de 8-6.

• O Bayern empatou a um golo no terreno do Valencia CF, na fase de grupos da presente edição da prova, e ganhou por 2-0 em casa do Villarreal CF, na temporada anterior – a sua primeira vitória em Espanha desde 2001. O registo do Bayern frente a equipas da Liga espanhola, fora, é de cinco vitórias, cinco empates e dez derrotas.

• O Barcelona participa nas meias-finais pela sexta época consecutiva, um recorde. Venceu seis das 13 meias-finais que disputou anteriormente:
2011/12 Chelsea FC, perdeu por 2-3 (0-1 f, 2-2 c)
2010/11 Real Madrid CF, venceu por 3-1 (2-0 f, 1-1 c)
2009/10 FC Internazionale Milano, perdeu por 2-3 (1-3 f, 1-0 c)
2008/09 Chelsea 1-1, venceu no desempate por golos marcados fora de casa (0-0 c, 1-1 f)
2007/08 Manchester United FC, perdeu por 0-1 (0-0 c, 0-1 f)
2005/06 AC Milan, venceu por 1-0 (1-0 f, 0-0 c)
2001/02 Real Madrid CF, perdeu por 1-3 (0-2 c, 1-1 f)
1999/2000 Valencia CF, perdeu por 3-5 (1-4 f, 2-1 c)
1993/94 FC Porto, venceu por 3-0 (c)
1985/86 IFK Göteborg, 3-3, venceu por 5-4 no desempate por grandes penalidades (0-3 f, 3-0 c)
1974/75 Leeds United AFC, perdeu por 2-3 (1-2 f, 1-1 c)
1960/61 Hamburger SV, venceu por 1-0 (jogo de repetição) (1-0 c, 1-2 f)
1959/60 Real Madrid CF, perdeu por 2-6 (1-3 f, 1-3 c)
A equipa espanhola apurou-se para a final de 1991/92 como vencedora do grupo.

• O registo do Bayern em meias-finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus é de nove vitórias e cinco derrotas:
2011/12 Real Madrid CF 3-3, vitória por 3-1 por grandes penalidades (2-1 c, 1-2 f)
2009/10 Olympique Lyonnais, vitória por 4-0 (1-0 c, 3-0 f)
2000/01 Real Madrid CF, vitória por 3-1 (1-0 f, 2-1 c)
1999/2000 Real Madrid CF, derrota por 2-3 (0-2 f, 2-1 c)
1998/99 FC Dynamo Kyiv, vitória por 4-3 (3-3 f, 1-0 f)
1994/95 AFC Ajax, derrota por 2-5 (0-0 c, 2-5 f)
1990/91 FK Crvena Zvezda, derrota por 3-4 (1-2 c, 2-2 f)
1989/90 AC Milan 2-2, derrota no desempate por golos marcados fora (0-1 f, 2-1 c)
1986/87 Real Madrid CF, vitória por 4-2 (4-1 c, 0-1 f)
1981/82 PFC CSKA Sofia, vitória por 7-4 (3-4 f, 4-0 c)
1980/81 Liverpool FC, 1-1, derrota no desempate por golos marcados fora (0-0 f, 1-1 c)
1975/76 Real Madrid CF, vitória por 3-1 (1-1 f, 2-0 c)
1974/75 AS Saint-Étienne, vitória por 2-0 (0-0 f, 2-0 c)
1973/74 Újpest FC, vitória por 4-1 (1-1 f, 3-0 c)

• O registo do Barcelona no desempate por penalties em competições da UEFA é:
5-4 v KKS Lech Poznań, segunda eliminatória da edição 1988/89 da Taça das Taças
0-2 v FC Steaua Bucureşti, final da edição 1985/86 da Taça dos Campeões Europeus
5-4 v IFK Göteborg, meias-finais da edição 1985/86 Taça dos Campeões Europeus
4-1 v RSC Anderlecht, segunda eliminatória da edição 1978/79 da Taça das Taças
3-1 v Ipswich Town FC, terceira eliminatória da edição 1977/78 da Taça UEFA
5-4 v AZ Alkmaar, segunda eliminatória da edição 1977/78 da Taça UEFA

• O registo do Bayern em desempates por penalties é:
3-4 v Chelsea FC, final da edição 2011/12 da UEFA Champions League
3-1 v Real Madrid CF, meias-finais da edição 2011/12 da UEFA Champions League
5-4 v Valencia CF, final da edição 2000/01 da UEFA Champions League
9-8 v PAOK FC, segunda eliminatória da edição 1983/84 da Taça UEFA
4-3 v Åtvidabergs FF, primeira eliminatória da edição 1973/74 da Taça dos Campeões Europeus

• O vencedor desta eliminatória defrontará Borussia Dortmund ou Real Madrid na final marcada para 25 de Maio, no Wembley Stadium, em Londres.

Ligações entre as equipas
• Heynckes sofreu duas derrotas frente ao Barcelona na sua única campanha como treinador do Real Madrid, em 1997/98, tendo perdido por 3-2 em casa e 3-0 em Camp Nou, numa época em que os "merengues" foram quarto classificados, ao passo que o Barcelona se sagrou campeão espanhol. Contudo, levou os madrilenos à conquista da UEFA Champions League dessa época, o seu primeiro título de campeão europeu em 32 anos. Heynckes também teve passagens como treinador do Athletic Club (1992-94 e 2001-03) e CD Tenerife (1996/97). O seu registo na Liga espanhola ao serviço desses três clubes frente ao Barcelona é de 12J 4V 3E 5D.

• A vitória do Bayern na meia-final de 2011/12 frente ao Real Madrid foi a primeira de Heynckes como treinador em eliminatórias a duas mãos frente a formações espanholas. As suas quatro derrotas incluem um desaire por 7-0 no terreno do RC Celta de Vigo ao serviço do SL Benfica, na Taça UEFA de 1999/2000, e uma incrível eliminatória onde o seu VfL Borussia Mönchengladbach bateu o Real Madrid por 5-1 em casa, mas ainda assim perderia a ronda no desempate por golos marcados fora de casa após uma derrota por 4-0 em Espanha.

• Arjen Robben foi jogador do Real Madrid entre 2007 e 2009, tendo conquistado um título espanhol e marcado ao Barcelona num triunfo por 4-1 em jogo da Liga espanhola realizado a 7 de Maio de 2008. Ao serviço do Chelsea FC, o holandês foi eliminado pelo Barcelona nos oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2005/06.

• Robben fez parte da selecção da Holanda derrotada pela Espanha na final do Mundial de 2010. Gerard Piqué, Carles Puyol, Sergio Busquets, Xavi Hernández, Andrés Iniesta, David Villa, Pedro Rodríguez e Cesc Fàbregas jogaram todos pela Espanha.

• Puyol apontou de cabeça o único golo da Espanha (e do jogo) na meia-final com a Alemanha, batendo assim Manuel Neuer. A selecção germânica apresentou também Philipp Lahm, Mario Gomez, Bastian Schweinsteiger e Toni Kroos. Para os primeiros três, foi uma repetição indesejada da derrota na final do UEFA EURO 2008 frente a uma Espanha que incluía Puyol, Iniesta, Xavi e Fàbregas.

• Thomas Müller marcou no triunfo da Alemanha, por 4-0, frente à Argentina de Lionel Messi e Javier Mascherano, nos quartos-de-final do Mundial de 2010.

• Mario Mandžukić fez parte da selecção da Croácia eliminada do UEFA EURO 2012 após perder por 1-0 com a Espanha, na derradeira jornada da fase de grupos.

• Javi Martínez é companheiro na selecção de Espanha do contingente do Barcelona. Pelo Athletic, Javi Martínez defrontou o Barça em 15 ocasiões, sem ter conseguido qualquer vitória. Foi derrotado, entre outros encontros, nas finais da Taça de Espanha de 2009 e 2012.

Topo