PSG vende cara eliminação em Barcelona

FC Barcelona 1-1 Paris Saint-Germain FC (total: 3-3 Barça apurado devido aos golos fora)
Javier Pastore colocou o PSG em vantagem, mas Pedro Rodríguez resolveu.

Pedro Rodríguez festeja o golo que apurou o Barcelona para as meias-finais
Pedro Rodríguez festeja o golo que apurou o Barcelona para as meias-finais ©Getty Images

O FC Barcelona qualificou-se para as meias-finais da UEFA Champions League, ao empatar em Camp Nou, 1-1, com o Paris Saint-Germain FC, depois de, na primeira mão realizada no Parc des Princes, se ter verificado uma igualdade a dois golos.

O Barcelona entrou no jogo com a firme intenção de marcar logo nos primeiros minutos, para fazer uma gestão tranquila do encontro, para mais tendo Lionel Messi no banco, ainda a recuperar da lesão contraída no jogo da primeira mão. Assim, logo aos dois minutos, Xavi rematou às malhas laterais na transformação de um livre directo e, na resposta, o PSG deixou o aviso de que não descuraria os espaços que lhe concedessem, com Ezequiel Lavezzi a responder num contra-ataque, rematando para a defesa de Víctor Valdés.

O jogo tornou-se bastante aberto, mas o Barça encontrou grandes dificuldades para penetrar na defesa parisiense, pelo que alguns dos seus jogadores, como Andrés Iniesta e Cesc Fàbregas, a tentarem a sua sorte de fora da área. O PSG jogava cada vez mais em contra-ataque, mas, sempre que o fazia causava bastante perigo, como, por exemplo, aos 14 minutos, quando, primeiro, Lucas Moura, que rematou para defesa de Valdés e, depois, Lavezzi dispuseram de boas ocasiões para abrir o activo.

Pedro Rodríguez testou, aos 22 minutos, a atenção de Salvatore Sirigù, mas o guardião mostrou os seus apurados reflexos. No lance seguinte, o PSG voltou a ficar perto de marcar, quando, após combinação com Zlatan Ibrahimovic, Lavezzi surgiu isolado perante Valdés, mas o seu remate foi defendido com os pés.

Valdés voltou a intervir aos 28 minutos, efectuando uma excelente defesa para canto na resposta a um cabeceamento de Lucas Moura, na sequência de um passe de Marco Verratti e cruzamento de Ibrahimovic para a área.
A segunda parte trouxe um PSG ainda mais apostado em marcar o golo que o colocaria em vantagem na eliminatória, algo que viria a acontecer aos 50 minutos, graças a um golo de Javier Pastore. O argentino ganhou uma bola a meio-campo, combinou com Ibrahimovic e surgiu isolado pelo lado esquerdo da área, de onde bateu Valdés com um remate cruzado.

Foi necessário um livre directo de Lucas Moura à figura do guardião catalão para, só depois, o Barça lançar Messi no encontro, na tentativa de recuperar a vantagem na eliminatória, algo que se efectivaria aos 70 minutos. Cinco minutos depois de Iniesta ter obrigado Sirigù a uma excelente defesa após jogada de envolvimento, Messi teve uma incursão individual pela eixo, servindo David Villa na área. O internacional espanhol viu-se cercado de adversário, pelo que tocou atrasado para Pedro, que bateu Sirigù com um remate cruzado de pé esquerdo.

O PSG acusou bastante o golo de Pedro e, desde então, não mais conseguiu importunar o último reduto catalão com a regularidade com que fizera até então, e a entrada de David Beckham nada trouxe de novo. O máximo que os parisienses conseguiram foi um remate à meia-volta de Gregory van der Wiel já nos instantes finais, bloqueado por Marc Bartrà.