Mourinho à espera da resposta do Galatasaray

José Mourinho atribui 25 por cento de hipóteses ao Real Madrid de conquistar a UEFA Champions League, enquanto Fatih Terim centrou-se nos feitos do Galatasaray rumo aos quartos-de-final.

Mourinho à espera da resposta do Galatasaray
Mourinho à espera da resposta do Galatasaray ©AFP/Getty Images

O Galatasaray AŞ tem uma tarefa complicada pela frente se quiser impedir José Mourinho, treinador do Real Madrid CF (de Pepe, Ricardo Carvalho, Fábio Coentrão e Cristiano Ronaldo), de manter o seu registo 100 por cento vitorioso nos quartos-de-final da UEFA Champions League, chegando às meias-finais pela sétima vez. Em desvantagem por 3-0 após a primeira mão, a equipa de Fatih Terim vai estar privada de Dany Nounkeu e de Burak Yılmaz, autor de oito golos, devido a castigo. E apesar de o treinador ter transmitido uma mensagem de optimismo, ao afirmar que "tudo é possível", admitiu que frente a esta equipa do Real "nada é fácil".

Galatasaray
Fatih Terim, treinador
Quando se analisam as 24 equipas já eliminadas na competição, os feitos do Galatasaray podem ser melhor compreendidos. O Real Madrid é uma das melhores equipas mundiais. Tentámos praticar bom futebol frente ao Real Madrid e conseguimos. Acredito que vamos realizar um jogo agradável para os nossos adeptos. O resultado não vai ser importante. Os objectivos do Galatasaray nuca mudam. Se existe um objectivo a ser alcançado, então o Galatasaray tentará cumpri-lo. Com ou sem mim.

Gostaria de agradecer a todos os meus jogadores. No futebol tudo é possível, mas quando se defronta o Real Madrid, as coisas não são assim tão fáceis. O Galatasaray vai tentar tudo. Estou certo da ambição e entusiasmo dos meus jogadores. Preparámo-nos para qualquer tipo de resultado. Se [José] Mourinho diz que ficará insatisfeito com uma derrota por 2-0, eu concordo com ele. É o treinador do Real Madrid. Se estivesse no seu lugar, pensaria o mesmo.

A nossa época mostra que estamos a ir no caminho certo. Vamos tentar fazer ainda melhor no próximo ano. De qualquer maneira, ainda nada está decidido. A nossa missão é sermos bem sucedidos a nível europeu e mundial. Isso é óbvio. [Johan] Elmander está gradualmente a recuperar a forma e a regressar às convocatórias. Se for necessário, poderá dar o seu contributo sem problemas. Amanhã não vamos poder contar com Burak Yılmaz [devido a castigo]. Perdemos o contributo de um dos jogadores mais importantes da Champions League.

Resultado do fim-de-semana
Sábado: Galatasaray 3-1 Mersin İdman Yurdu (Melo 61pen, Drogba 69 84; Burhan Eşer 3)
Muslera; Sabri, Gökhan, Nounkeu, Hakan; Melo; Hamit, Sneijder (Semih 46), Emre (Amrabat 46); Burak (Eboué 75), Drogba.

• As coisas pareciam ir de mal a pior para a equipa de Terim, frente ao último classificado, quando, já em desvantagem no marcador, Dany Nounkeu foi expulso aos 30 minutos. No entanto, Felipe Melo converteu um penalty, o seu primeiro golo desde Maio passado, antes dos primeiros golos de Drogba nos últimos oito jogos selarem a vitória. Selçuk İnan e Albert Riera cumpriram castigo.

Notícias da equipa
Nounkeu, titular absoluto até ao momento, e Burak Yılmaz, autor de oito golos na prova, estão castigados, mas Johan Elmander está pronto para regressar à competição, após recuperar de uma lesão no pé que o afastou dos relvados desde o início de Fevereiro.

Real Madrid
José Mourinho, treinador
No primeiro jogo, disse aos meus jogadores que uma equipa que ganhe a primeira mão por 3-0 pode perder a segunda pelo mesmo resultado. Disse que tudo é possível neste jogo e que devemos ter muito cuidado frente ao Galatasaray. Para o segundo jogo, trabalhámos com base nos diferentes esquemas tácticos que o Galatasaray pode assumir. Em Madrid, começaram com quatro defesas e mudaram para três na segunda parte. Trabalhámos medidas contra esses estilos defensivos.

Em 2003, quando orientava o Porto, defrontámos uma equipa turca, o Denizlispor, e ganhámos a primeira mão por 6-1, mas assistimos a uma equipa totalmente diferente na segunda mão [terminou empatada a dois]. O estádio estava esgotado mas o ambiente era muito diferente. Amanhã esperamos um estádio lotado e com um ambiente muito intenso. Apesar de os adeptos poderem ser intimidatórios, eu e os meus jogadores damo-nos bem com esse tipo de pressão.

Antes da primeira mão dos quartos-de-final, achava que as oito equipas se equivaliam. No entanto, a minha opinião mudou. Barcelona, Real Madrid, Juventus e Bayern München estão um passo à frente das outras, e dou a cada uma 25 por cento de hipóteses de ganharem a Champions League. Se amanhã perdermos por 2-0 ou 3-1, não regressarei a casa feliz. Quero que a minha equipa ganhe.

Resultado do fim-de-semana
Sábado: Madrid 5-1 Levante UD (Higuaín 36, Kaká 39pen, Ronaldo 84, Özil 87 90+1; Míchel 31)
López; Arbeloa, Pepe, Ramos, Marcelo; Modrić, Alonso; Callejón (Ronaldo 46), Kaká (Di Maria 57), Benzema (Özil 76); Higuaín.

• O espectacular remate acrobático de Gonzalo Higuaín colocou o Real no caminho para a sua décima vitória nos últimos 12 jogos (empatou os outros dois). Ronaldo marcou o seu 46º golo em igual número de jogos pelos "merengues" esta época, enquanto Mesut Özil colocou um ponto final no jejum de 23 jogos sem marcar, ao serviço do clube e da selecção, graças a um "bis" tardio.

Notícias da equipa
Xabi Alonso e Sergio Ramos estão castigados, enquanto Kaká não é opção devido a uma lesão na perna sofrida no fim-de-semana. Iker Casillas está novamente apto, após ter fracturado o polegar esquerdo a 23 de Janeiro, tendo regressado ao banco de suplentes no sábado, no entanto é esperado que Diego López mantenha a titularidade. Raúl Albiol "pode jogar em vez" de Pepe, caso o defesa português não recupere de um estiramento na coxa.

Estatística
Mourinho tem um registo de 100 por cento nos quartos-de-final da UEFA Champions League, depois de ter ganho nesta fase ao serviço de FC Porto (2004), Chelsea FC (2005, 2007), FC Internazionale Milano (2010) e Real, em 2011 e 2012.

Conteúdos relacionados