Matuidi devolve esperança ao PSG frente ao Barça

Paris Saint-Germain FC 2-2 FC Barcelona
Um golo de Blaise Matuidi, no derradeiro lance do jogo, valeu a igualdade ao PSG, por duas vezes em desvantagem.

Matuidi devolve esperança ao PSG frente ao Barça
Matuidi devolve esperança ao PSG frente ao Barça ©UEFA.com

O FC Barcelona parte em melhor posição para a segunda mão dos quartos-de-final da UEFA Champions League, após ter empatado 2-2 no Parc des Princes frente ao Paris Saint-Germain FC, que assim aumentou para 27 os jogos que leva sem perder perante o seu público nas competições europeias.

O jogo começou com uma entrada muito forte da equipa da casa, com Ezequiel Lavezzi, Zlatan Ibrahimović e Lucas Moura particularmente movimentados no ataque. Logo aos cinco minutos, Lavezzi teve um grande trabalho no lado direito da área e na tentativa de desarme, Sergio Busquets cortou a bola contra o poste da sua baliza.

A primeira grande defesa de Víctor Valdés aconteceu aos 14 minutos, quando teve que arrojar-se para defender um forte remate de Javier Pastore junto ao poste. Respondeu Andrés Iniesta com um remate em arco, à entrada da área, através do qual falhou o alvo por muito pouco.

Seguiram-se mais duas grandes iniciativas do ataque do PSG. Ibrahimović cobrou um livre directo rasteiro e bastante colocado, que Valdés defendeu com dificuldade e o sueco teria ainda um remate cruzado, com a bola a passar junto do poste, após um rápido contra-ataque lançado por Alex.

Só a partir dos 35 minutos o Barcelona começou a acercar-se com maior regularidade da área do PSG e, após dois bons lances individuais de Alexis Sánchez, os catalães acabaram por marcar. Daniel Alves descobriu Messi descaído no lado esquerdo da área com um sumptuoso passe em profundidade e o argentino não perdeu tempo, rematando cruzado para o fundo das redes.

Três minutos depois, Messi ficou muito perto de aumentar a vantagem, mas o remate em arco, saiu a poucos centímetros do ângulo superior esquerdo, naquela que acabou por ser a derradeira intervenção do sul-americano no encontro, uma vez que se lesionaria de imediato, já não regressando dos balneários para a segunda parte.

O segundo tempo foi durante muito tempo controlado pelo Barcelona, que apostou numa circulação mais pausada da bola, que o PSG tentou contrariar com o lançamento de Jérémy Ménez no encontro para o lugar de Lavezzi e de Marco Verratti para o posto de David Beckham.

Após longos minutos sem grandes motivos de interesse, os parisienses chegaram finalmente ao empate, com Ibrahimović a surgir no sítio certo para fazer a recarga a um cabeceamento de Thiago Silva ao poste, na sequência de um livre de Maxwell, outro ex-jogador do Barça, tal como o dianteiro sueco.

O Barcelona, todavia, voltou a colocar-se em vantagem no 89º minuto, com Xavi a transformar com tranquilidade uma grande penalidade a assinalar derrube do guarda-redes Salvatore Sirigu a Alexis Sánchez. No entanto, o PSG também voltaria a empatar a contenda, precisamente no último lance do encontro, através de Blaise Matuidi, que, tal como Javier Mascherano, não poderá jogar dentro de uma semana em Camp Nou devido ao cartão amarelo que vira minutos antes.