Os cinco melhores nos 1000 jogos disputados por Raúl

Raúl González, antigo jogador do Real Madrid, Schalke e da selecção espanhola, disputou o jogo mil da carreira no fim-de-semana. O UEFA.com conta-lhe alguns dos seus melhores momentos.

Raúl González jogou duas temporadas no Schalke
Raúl González jogou duas temporadas no Schalke ©Getty Images

Raúl González é ainda o melhor marcador de sempre da UEFA Champions League, tendo atingido outra marca histórica aos 35 anos, ao cumprir, no fim-de-semana, o jogo 1000 como profissional. O antigo avançado do Real Madrid CF e do FC Schalke 04 é, também, o detentor de maior número de presenças em jogos da UEFA Champions League e atingiu o seu último recorde ao serviço do al-Saad, emblema do Qatar. O UEFA.com destaca cinco das melhores exibições de Raúl no futebol europeu. 

Real Madrid CF 4-2 Club Atlético de Madrid
Liga espanhola, 5 de Novembro de 1994
Raúl estreou-se pelo Real Madrid a 29 de Outubro de 1994, frente ao Real Zaragoza, no La Romareda, e, apesar da derrota por 3-2, o avançado fez um grande jogo. Na semana seguinte já foi titular, ante o rival da cidade, o Club Atlético de Madrid, naquela que foi a sua estreia pela equipa principal no Santiago Bernabéu. Raúl esteve no segundo golo dos "merengues" e foi o autor do terceiro, antes de ser substituído sob uma chuva de aplausos dos adeptos da casa, num claro sinal que grandes tempos estavam a chegar.

Real Madrid CF 2-1 CR Vasco da Gama
Taça Intercontinental, 1 de Dezembro de 1998
Depois de ter conquistado a edição de 1997/98 da UEFA Champions League com uma vitória, por 1-0, sobre a Juventus, o Real Madrid disputou a Taça Intercontinental, no Japão, frente aos brasileiros do CR Vasco da Gama. Juninho Pernambucano empatou para o Vasco, depois de um autogolo ter colocado o Real na frente, mas, a sete minutos do final, Raúl entrou em cena. O 7 "merenge" recebeu um passe longo de Clarence Seedorf, sentou um defesa brasileiro, enganou um segundo e rematou colocado, dando a vitória à equipa de Guus Hiddink. Foi um tento que ficou conhecido como o 'Aguanís'.

Espanha 9-0 Áustria
Apuramento para o UEFA EURO 2000, 27 de Março de 1999
Apesar de ter feito grandes exibições pelo seu país, Raúl não venceu nenhum troféu com "La Roja". Estreou-se na fase de qualificação para o Mundial de 1998, ante a República Checa, a 9 de Outubro de 1996, e disputou três Campeonatos do Mundo (1998, 2002, 2006) e dois Campeonatos da Europa (2000, 2004). Raúl marcou 44 golos em 102 partidas e alguns dos seus melhores momentos ocorreram no apuramento para o UEFA EURO 2000 – com destaque para os 9-0 com que a Áustria foi batida, com quatro dos tentos a serem da sua autoria.

Real Madrid CF 3-0 Valencia CF
Final da UEFA Champions League, 24 de Maio de 2000
Depois de eliminar o Manchester United FC, nos quartos-de-final e o FC Bayern München nas meias – com Raúl a ser decisivo em ambas as situações  – o Real Madrid sagrar-se-ia, de novo, campeão da Europa. Raúl foi o autor do terceiro golo da equipa de Vicente del Bosque, que conquistaria o oitavo troféu da sua história; seria, mais tarde, o primeiro jogador a marcar em duas finais da UEFA Champions League, ao inaugurar o marcador na vitória por 2-1 sobre o Bayer 04 Leverkusen, em 2002. Regressado de Paris, afirmou: "Depois de tudo o que passámos esta temporada, os altos e baixos, estamos de novo no nosso melhor." O atacante terminou a prova de 1999/2000 com um número recorde de dez golos.

FC Internazionale Milano 2-5 Schalke 04
Primeira mão dos quartos-de-final da UEFA Champions League, 5 de Abril de 2011
Depois de 16 anos e 16 grandes troféus, Raúl deixou Madrid no Verão de 2010, mas continuou a mostrar a sua qualidade na Bundesliga. Raúl fez parte do notório trajecto do Schalke na edição de 2010/11 da UEFA Champions League – com destaque para a vitória por 5-2 em San Siro, ante o campeão em título, o Inter. Foi dele o tento que deu ao emblema de Gelsenkirchen a liderança por 3-2 no marcador e deixaria uma marca indelével nos adeptos do Schalke, que recordarão para sempre o papel do antigo capitão da Espanha na caminhada que terminaria na meia-final. "Estou muito orgulhoso por poder dedicar esta vitória aos adeptos do Schalke", disse Raúl depois da vitória expressiva sobre o Inter.