Santana quer dar continuidade ao sonho do Dortmund

"Vai ser um jogo que ficará para sempre na minha memória", referiu Felipe Santana, autor do golo da vitória do Dortmund sobre o Málaga, que espera manter vivo o sonho da turma alemã.

Santana quer dar continuidade ao sonho do Dortmund
Santana quer dar continuidade ao sonho do Dortmund ©UEFA.com

O lugar de Felipe Santana na história do Borussia Dortmund está garantido.

Após ter chegado ao 2-2, que empatava o jogo, mas que o deixava, ainda, em desvantagem na eliminatória no embate dos quartos-de-final da UEFA Champions League com o Málaga CF, o Dortmund estava à beira da eliminação quando Santana tocou para o fundo das redes uma bola perdida na área da turma espanhola, levando ao delírio os 65.829 adeptos presentes no BVB Stadion. Agora, o mesmo estádio vai receber, já esta quarta-feira, o gigante Real Madrid CF, na primeira mão das meias-finais, mas é natural que Santana ainda tenha o jogo de há duas semanas na cabeça.

"Foi uma noite muito especial, não só para mim, mas também para todos aqueles que se encontram ligados ao Dortmund", lembrou o defesa-central ao UEFA.com. "Tínhamos o jogo praticamente perdido, mas, nos últimos segundos, conseguimos dar a volta. É uma noite que jamais esquecerei. Não foi nada fácil adormecer, porque cada vez que fechava os olhos lembrava-me do jogo."

O golo de Santana, aos 93 minutos, na sequência de um lance confuso na grande área do Málaga, dois minutos após Marco Reus ter colocado o marcador em 2-2, foi apenas o segundo nas provas europeias do defesa brasileiro, que estava longe de ser um titular indiscutível no Dortmund até lesões graves de Mats Hummels e Neven Subotić lhe terem valido um lugar regular no "onze". "O Dortmund beneficia com o facto de poder, agora, contar com três defesas-centrais de grande nível. Neste momento, qualquer um de nós pode jogar, e bem", salientou o defensor, de 27 anos.

E, embora o Real, próximo adversário, esteja longe de ser um oponente fácil, a verdade é que o Dortmund já encontrou os "merengues" no Grupo D e terminou com mais três pontos do que a turma madrilena, depois de a bater por 2-1 em casa e de empatar 2-2 em Espanha. "São duas equipas que já se conhecem muito bem e que se respeitam mutuamente. Temos consciência das dificuldades que iremos enfrentar, pelo que vamos ter de colocar em prática tudo o que já fizemos de bom nesta Champions League, para podermos dar continuidade ao nosso sonho", concluiu Santana.

Topo