Lewandowsk fala de emoção no Dortmund

"Deve ter sido incrível para os adeptos", disse Robert Lewandowski depois dos dois golos perto do fim terem permitido ao Dortmund eliminar o Málaga e rumar à meia-final.

Os jogadores do Dortmund festejam a vitória por 3-2 sobre o Málaga
Os jogadores do Dortmund festejam a vitória por 3-2 sobre o Málaga ©AFP/Getty Images

Robert Lewandowski sentiu dificuldade em encontrar palavras para descrever a emoção sentida depois do Borussia Dortmund ter marcado duas vezes nos descontos, para colocar um ponto final na notável carreira do Málaga CF e garantir assim um lugar nas meias-finais da UEFA Champions League. O polaco, autor do primeiro golo da sua equipa, foi decisivo no encontro, culminado com um final "inacreditável".

Robert Lewandowski,avançado do Dortmund
É difícil descrever o que aconteceu esta noite, mas estamos felizes, pois estamos nas meias-finais. Aqueles cinco minutos finais foram simplesmente inacreditáveis. Sabíamos que tínhamos de dar a volta ao marcador e no final foi tudo caótico, mas, e depois? Estamos nas meias-finais e muito contentes por isso.

As coisas complicaram-se depois do segundo golo do Málaga, mas sabíamos que acontecesse o que acontecesse, precisávamos de fazer alguma coisa. Ao 2-2 estávamos em desespero para marcar o golo da vitória e quando o Felipe [Santana] marcou foi incrível. É complicado descrever o que aconteceu, mas terá sido fantástico para os adeptos.

Precisamos de ver agora o que acontece na meia-final, a começar pelo adversário, mas, na realidade, isso não interessa. Somos uma das quatro melhores equipas da Champions League.

Mats Hummels, defesa do Dortmund
Acho que isto não é algo que se perceba a não ser que se esteja envolvido no desporto e se tenha vivido. É inacreditável. Acho que nenhum de nós sabia o que se estava a passar nos descontos. Sempre quis viver algo como isto na minha carreira e não podia acontecer na melhor altura.

Penso que viram quase toda a emoção que reinava no relvado. Claro que o ambiente no balneário não era mau também, mas não era o que se viu no campo. Deixámos tudo ali. Estamos agora a acalmar, mas penso que vai demorar um pouco para percebermos realmente o que aconteceu.

Tivemos uma crença na vitória muito grande. Não será pela atitude que jogamos mal. Entramos em campo sempre com a mentalidade certa. Penso que aos 90 minutos ninguém acreditaria que iríamos conseguir, mas depois do 2-2, era óbvio que os quatro minutos [de descontos] iriam ser especiais.