Registo invicto da Juventus é aviso para o Bayern

A Juventus ganhou os cinco encontros nos quartos-de-final realizados contra equipas alemãs, por isso o Bayern vai estar de sobreaviso, num jogo entre pesos pesados da UEFA Champions League.

O Bayern festeja a vitória em casa do Arsenal, nos oitavos-de-final
O Bayern festeja a vitória em casa do Arsenal, nos oitavos-de-final ©Getty Images

A demanda do FC Bayern München por um lugar nas meias-finais da UEFA Champions League pela segunda época consecutiva – terceira nos últimos quatro anos – é ameaçada pela Juventus, que prevaleceu nos cinco encontros anteriores nos quartos-de-final frente a equipas alemãs e está imbatível há 18 jogos nas competições de clubes da UEFA, incluindo a qualificação.

Encontros anteriores
• Todos os seis confrontos anteriores entre estes colossos europeus aconteceram na fase de grupos da UEFA Champions League, e todos desde Outubro de 2004. A Juventus somou três vitórias, contra duas do Bayern.

• Defrontaram-se pela última vez em 2009/10, com o jogo, realizado na Alemanha, a terminar com um empate a zero. Depois, o Bayern ganhou por 4-1 em Turim, na sexta jornada, com Mario Gomez e Anatoliy Tymoshchuk a facturarem, conseguindo assim garantir o segundo lugar do Grupo A, remetendo o adversário para a UEFA Europa League.

• As equipas desse jogo em Munique, a 30 de Setembro de 2009, foram as seguintes:
Bayern: Butt, Braafheid, Van Buyten, Ottl, Lahm, Badstuber, Müller, Schweinsteiger, Ribéry, Robben (Olić 45), Klose (Gómez 74).
Juventus: Buffon, Chiellini, Felipe Melo, Grosso, Marchisio, Camoranesi (Tiago 90), Grygera, Diego (Poulsen 60), Legrottaglie, Iaquinta, Trezeguet (Amauri 74).

• As equipas também mediram forças em Munique na época 2004/05, quando a Juventus ganhou por 1-0, graças a um golo de Alessandro Del Piero aos 90 minutos. Na temporada seguinte, o Bayern venceu por 2-1 em casa. Em cada uma dessas épocas, a Juve ganhou em Turim, por 1-0 em Outubro de 2004, e por 2-1, 13 meses depois.

Retrospectiva
• O Bayern atingiu os quartos-de-final da UEFA Champions League, pela quarta vez nas últimas cinco épocas, devido aos golos fora, no triunfo sobre o Arsenal FC nos oitavos-de-final. Após uma vitória por 3-1 em Londres, perdeu por 2-0 em casa, apenas a sua segunda derrota na Fußball Arena München em 19 jogos europeus, excluindo a final da UEFA Champions League na época passada.

• O Bayern tinha ganho 17 dos anteriores 18 jogos europeus em casa, com o único desaire a ser frente ao FC Internazionale Milano, por 3-2, nos oitavos-de-final da edição 2010/11.

• O Bayern venceu os três jogos caseiros, terminando o Grupo F no primeiro lugar. Bateu Valencia CF por 2-1, LOSC Lille por 6-1 e FC BATE Borisov por 4-1.

• O Bayern também defrontou oposição italiana a caminho da final da época passada quando, em casa, perdeu frente ao Chelsea FC, nos penalties. Na fase de grupos venceu o SSC Napoli por 3-2, em casa, na quarta jornada, graças a um "hat-trick" de Mario Gomez, num jogo em que Holger Badstuber foi expulso.

• Em Nápoles, o autogolo de Badstuber surgiu após o tento madrugador de Toni Kroos, enquanto Gomez viu o seu penalty ser defendido.

• Incluindo o desaire na final da UEFA Champions League, em 2010, frente ao Inter, este é o 14º jogo do Bayern frente a equipas italianas nas últimas cinco épocas. O clube bávaro ganhou quatro jogos e empatou um dos últimos seis jogos caseiros, com o registo total a contabilizar sete vitórias, cinco empates e outras tantas derrotas. No global, o seu registo é de 12 vitórias, oito empates e 15 derrotas.

• A Juventus está nos quartos-de-final da UEFA Champions League pela sétima vez. A última ocasião em que esteve presente nesta fase da prova foi em 2005/06, quando perdeu por 2-0 fora, e como o mesmo resultado total, frente ao Arsenal FC. Não atinge as meias-finais desde 2002/03, quando deu a volta a uma derrota por 2-1 na primeira mão, no terreno do Real Madrid CF, ganhando por 3-1 em casa.

• A campanha dos "bianconeri" no Grupo E registou empates com Chelsea (2-2) e FC Nordsjælland (1-1), com a vitória por 1-0 na sexta jornada, em casa do FC Shakhtar Donetsk, a garantir o primeiro lugar do grupo. Nos oitavos-de-final ganhou por 3-0 ao Celtic FC, fora, e por 2-0, em casa, prolongando a sua série invicta nas competições da UEFA para 18 jogos.

• A Juve não perde fora nas competições europeias desde 18 de Março de 2010, quando perdeu por 4-1 com o Fulham FC, na segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Europa League, sendo eliminada com um resultado total de 5-4. Os nove jogos seguintes terminaram com quatro vitórias e cinco empates.

• A Juventus ganhou os cinco encontros realizados nos quartos-de-final frente a equipas alemãs e as oito últimas eliminatórias a duas mãos frente a formações da Bundesliga. Disputou 12 eliminatórias, sendo eliminada em apenas duas.

• A equipa italiana perdeu a final da UEFA Champions League de 1997, realizada em Munique, frente ao Borussia Dortmund, por 3-1, mas venceu por resultado idêntico o mesmo adversário em Dortmund, na final da Taça UEFA de 1993, realizada a duas mãos, completando o seu sucesso com uma vitória caseira por 3-0. Perdeu por 1-0 com o Hamburger SV, na final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1983, em Atenas. O registo do clube de Turim na Alemanha é de oito vitórias, cinco empates e sete derrotas.

• Antonio Conte marcou na segunda mão dos quartos-de-final da Taça UEFA de 1994/95, em casa, frente ao Eintracht Frankfurt (3-0, 4-1 no total) e também na segunda mão das meias-finais em Dortmund (vitória por 2-1, 4-3 no total). Voltou a facturar no mesmo local, cinco meses depois, no triunfo por 3-1 da Juve, em jogo da fase de grupos da UEFA Champions League.

Ligações entre as equipas
• Jupp Heynckes foi treinador do Real Madrid CF quando bateu a Juventus por 1-0, na final da edição 1997/98 da UEFA Champions League. Conte foi suplente utilizado dos "bianconeri" na segunda parte.

• Andrea Barzagli representou o VfL Wolfsburg entre 2008 e Janeiro de 2011, tendo conquistado o título da Bundesliga em 2008/09. Em cinco jogos frente ao Bayern venceu apenas um. Entre Julho de 2010 e Janeiro de 2011, Andrea Barzagli e Mario Mandžukic foram colegas no Wolfsburgo.

• Arturo Vidal iniciou a carreira na Europa ao serviço do Bayer 04 Leverkusen, onde jogou entre 2007 e 2011, antes de ingressar na Juventus. Apesar de ter apontado dois golos, nunca conseguiu vencer o Bayern em oito jogos no campeonato. A 4 de Março de 2009, o Leverkusen venceu o Bayern por 4-2, nos quartos-de-final da Taça da Alemanha, com Vidal a apontar o segundo golo.

• Entre 2009 e 2011, Vidal foi treinado por Heynckes no Leverkusen. Também jogou com Toni Kroos, durante 18 meses, a partir de Janeiro de 2009.

• Rafinha alinhou na Serie A, ao serviço do Genoa CFC, em 2010/11.

• Andrea Pirlo e Mandžukić marcaram no empate a um entre Itália e Croácia, em Poznan, num jogo da fase de grupos do UEFA EURO 2012. Gianluigi Buffon, Leonardo Bonucci, Giorgio Chiellini, Claudio Marchisio e Emanuele Giaccherini também foram titulares na selecção transalpina, enquanto Sebastian Giovinco entrou no decorrer da segunda parte.

• Buffon, Barzagli, Bonucci, Chiellini, Marchisio e Pirlo alinharam no triunfo da Itália sobre a Alemanha, por 2-1, nas meias-finais do UEFA EURO 2012, em Varsóvia. Manuel Neuer, Jérôme Boateng, Badstuber, Philipp Lahm, Bastian Schweinsteiger, Kroos, Gomez e o suplente Thomas Müller alinharam pela Alemanha.

• Buffon e Pirlo alinharam na vitória italiana sobre a Alemanha, por 2-0, no prolongamento das meias-finais do Campeonato do Mundo de 2006, em Dortmund. Na selecção anfitriã, Lahm foi titular, enquanto Schweinsteiger entrou na segunda parte.

• Buffon e Pirlo também iniciaram a final dessa competição, frente à França de Franck Ribéry, em Berlim, com Pirlo a converter um penalty na vitória italiana, após desempate.

• Na primeira fase de grupos da edição 2002/03 da UEFA Champions League, Claudio Pizarro marcou o golo do Bayern na derrota caseira por 2-1 frente ao Milan de Pirlo.

• Na primeira mão dos quartos-de-final da edição 2006/07 da UEFA Champions League, Pirlo colocou o Milan em vantagem frente ao Bayern, pelo qual Daniel Van Buyten bisou, alcançando o empate a dois. Pirlo e o Milan apuraram-se com um resultado total de 4-2.

• Nicolas Anelka e Pizarro foram colegas no Chelsea FC em 2008. Anelka e Ribéry já jogaram juntos pela França.

• Xherdan Shaqiri e Stephan Lichtsteiner são colegas na selecção suíça.