Real favorito recebe Galatasaray

O Real Madrid vai procurar ficar mais perto da 24ª presença nas meias-finais, um registo recorde, quando receber o Galatasaray, em excelente forma ultimamente fora de casa.

José Mourinho vai reencontrar Didier Drogba, seu antigo jogador no Chelsea
José Mourinho vai reencontrar Didier Drogba, seu antigo jogador no Chelsea ©Getty Images

O Real Madrid CF recebe o Galatasaray AŞ na primeira mão dos quartos-de-final da UEFA Champions League apostado em dar um passo de gigante rumo à 24ª presença, registo recorde, em meias-finais da mais importante prova europeia de clubes.

• O número 24, porém, também estará na cabeça do Galatasaray, uma vez que passam precisamente 24 anos desde a última ocasião em que equipa de Istambul esteve nas meias-finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus. E, depois de ter vencido no terreno do FC Schalke 04 nos oitavos-de-final, os turcos deslocam-se à capital de Espanha plenos de confiança.

• Contudo, o Real possui igualmente muitas razões para se mostrar confiante, isto depois de, na tentativa de chegar ao décimo título europeu de clubes, ter deixado pelo caminho o Manchester United FC. Ainda assim, José Mourinho, treinador da equipa de Madrid, terá consciência de que não deve subestimar o Galatasaray, no qual irá reencontrar Didier Drogba, avançado que o técnico português levou para o Chelsea FC em 2004.

Encontros anteriores
• Os três anteriores encontros entre os dois clubes aconteceram todos na temporada 2000/01, começando com o triunfo Galatasaray, por 2-1, na SuperTaça Europeia, no Mónaco. Raúl González, de grande penalidade, aos 79 minutos ainda levou a decisão do jogo para prolongamento, depois de Mário Jardel ter dado vantagem aos turcos, também de penalty, à passagem do minuto 41. No entanto, o ponta-de-lança brasileiro bisou na partida aos 102 minutos e ofereceu ao Galatasaray o seu segundo troféu europeu em três meses, depois da conquista da Taça UEFA, naquele que constituiu o primeiro triunfo de um clube turco numa prova europeia.

• Orientado por Mircea Lucescu, o Galatasaray dificultou depois bastante a vida ao Real Madrid nos quartos-de-final da edição dessa época da UEFA Champions League, ao dar a volta ao marcador para vencer o encontro da primeira mão por 3-2, em Istambul, a 3 de Abril de 2001 - faz 12 anos no dia anterior ao jogo. Iván Helguera (33) e Claude Makelele (43) ofereceram ao Real uma vantagem confortável antes do intervalo, mas os turcos responderam no segundo tempo, por intermédio de Ümit Davala, de penalty (47), Hasan Şaş (66) e Jardel (75).

• O Real, na altura treinado por Vicente del Bosque, acabou por seguir em frente ao vencer o jogo da segunda mão, em Madrid, por 3-0. Raúl (15, 37) e Helguera (28) colocaram o então campeão europeu nas meias-finais, fase na qual acabaria eliminado pelo FC Bayern München.

• Nesse encontro da segunda mão, disputado no Estádio Santiago Bernabéu a 18 de Abril de 2001, as equipas alinharam da seguinte forma:
Real Madrid: Casillas, Salgado, Hierro, Karanka, Roberto Carlos (Solari 90), McManaman, Helguera, Makelele, Figo (Sávio 86), Guti (Flávio Conceição 75), Raúl.
Galatasaray: Taffarel, Fatih Aykel, Bülent Korkmaz, Emre Aşık, Okan Buruk, Ümit Davala, Suat Kaya (Bülent Akin 45), Emre, Hagi, Hasan Şaş (Arif Erdem 67), Jardel.

• Iker Casillas e Aitor Karanka, actual treinador adjunto do Real, são os únicos resistentes desse embate disputado há 12 anos.

Retrospectiva
• O palmarés europeu do Real faz com que a formação espanhola entre em campo como favorita neste embate dos quartos-de-final. E o registo caseiro dos "merengues" na UEFA Champions League sob as ordens de Mourinho constitui mais uma fonte de optimismo: o Real venceu dois e empatou dois dos quatro jogos disputados em casa na presente edição da prova e, ao todo, venceu 13 vezes e perdeu apenas uma nos 16 encontros europeus disputados em casa ao longo das três temporadas em que se encontra sob o comando de Mourinho.

• Por seu lado, o Galatasaray pode ganhar alento na impressionante carreira fora de casa na Europa nesta temporada. Desde que se viu derrotada no terreno do Manchester United FC, na primeira jornada da fase de grupos, a formação turca somou vitórias nas visitas aos terrenos de CFR 1907 Cluj, SC Braga e Schalke. Além disso, o Galatasaray perdeu apenas três dos últimos 19 encontros das competições europeias disputados nessa condição.

• O Galatasaray está nesta fase da prova pela primeira vez desde o referido embate dos quartos-de-final com o Real, em 2001, e procura chegar pela segunda vez às meias-finais da mais importante prova europeia de clubes; a primeira ocasião em que isso aconteceu foi em 1988/89, sob a ordens de Mustafa Denizli, quando acabou eliminado pelo FC Steaua Bucureşti. O seu registo em quartos-de-final é de 1V 3D.

• O registo do Real Madrid, pelo contrário, procura a 24ª presença em meias-finais. Nenhum outro clube esteve nos quartos-de-final da prova tanta vezes como os "merengues", pois esta é a 30ª presença nesta fase da competição e apenas por seis vezes não seguiu em frente.

• Mourinho possui um registo 100 por cento vitorioso em quartos-de-final da UEFA Champions League, tendo seguido em frente nesta fase da prova ao leme de FC Porto (2004), Chelsea (2005, 2007), FC Internazionale Milano (2010) e Real Madrid (2011 e 2012).

• Além dos acima mencionados encontros com o Galatasaray, o Real Madrid teve pela frente outro adversário turco na primeira eliminatória da Taça dos Campeões de 1958/59, altura em que bateu o Beşiktaş JK por 2-0 em casa, antes de rumar à ronda seguinte com um total de 3-1.

• O registo do Galatasaray em solo espanhol nas prova europeias é de 1V 4E 7D. O único triunfo verificou-se sob as ordens de Fatih Terim, quando venceu por 4-1 no terreno do RCD Mallorca, nos quartos-de-final da caminhada rumo à conquista da Taça UEFA de 1999/2000. Essa foi também a única ocasião em que o Galtasaray ultrapassou uma eliminatória a duas mãos frente a uma equipa de Espanha.

• A última visita do Galatasaray a Madrid terminou num empate 1-1 em casa do Club Atlético de Madrid, nos 16 avos-de-final da Taça UEFA de 2009/10, eliminatória em que perdeu por 3-2 no conjunto das duas mãos.

Ligações entre as equipas
• O único encontro de Mourinho com uma equipa turca aconteceu quando o técnico português orientava o Porto. A equipa de Portugal afastou o Denizlispor na quarta eliminatória da Taça UEFA de 2002/03, ao golear por 6-1 em casa antes de empatar fora 2-2 rumo à conquista do troféu.

• Mourinho treinou Drogba no Chelsea entre 2004 e 2007 e conquistaram juntos a Premier League em 2005 e 2006. Drogba alinhou ao lado de Ricardo Carvalho e de Michael Essien em Stamford Bridge.

• O registo de Terim frente a equipas espanholas é de 3V 2E 5D. Como seleccionador da Turquia, o treinador do Galatasaray perdeu ante a Espanha por 1-0 no Santiago Bernabéu, a 28 de Março de 2009, em jogo da fase de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2010. Hakan Balta e Sabri Sarıoğlu, suplente utilizado, actuaram nesse desafio, no qual Casillas, Raúl Albiol, Sergio Ramos e Xabi Alonso alinharam pela Espanha.

• Quatro dias depois, a 1 de Abril de 2009, a selecção comandada por Terim voltou a ser derrotada pela Espanha. A Turquia ainda esteve a vencer, graças a um golo madrugador de Semih Şentürk no Estádio Ali Sami Yen, mas os espanhóis restabeleceram a igualdade por intermédio de Xabi Alonso, de penalty, aos 63 minutos, e chegaram à vitória nos descontos, mercê de um tento de Albert Riera, actual jogador do Galatasaray.

• Terim guiou a Turquia às meias-finais do UEFA EURO 2008, mas iniciou a prova com uma derrota frente a Portugal, num jogo em que alinharam Ricardo Carvalho, Cristiano Ronaldo e Pepe, autor do primeiro golo do encontro. Pepe, porém, não terá tão boas memórias do último encontro com a Turquia, no qual, com um golo na própria baliza, contribuiu para a derrota da selecção lusitana em casa, por 3-1, num amigável disputado em Junho de 2012; Umut Bulut marcou os outros dois golos turcos.

• Wesley Sneijder passou as temporadas de 2007/08 e de 2008/09 no Real Madrid, pelo qual disputou 52 jogos na Liga espanhola e apontou 11 golos. O médio holandês alinhou sob as ordens de Mourinho no Inter na final da UEFA Champions League de 2010 e, ao serviço da Holanda, esteve na derrota por 1-0 frente à Espanha de Casillas, Xabi Alonso e Sergio Ramos na final do Mundial de 2010.

• Hamit Altıntop marcou um golo em cinco encontros na Liga espanhola disputados pelo Real Madrid na temporada passada.

• Mesut Özil jogou ao lado de Hamit no Real Madrid e no Schalke em 2006/07. Özil tem pais turcos, mas marcou pela Alemanha no triunfo por 3-0 sobre a Turquia na fase de qualificação para o UEFA EURO 2012, jogo em que Khedira também alinhou pelos germânicos e em que Hamit Altıntop esteve em campo pelos turcos.

• Riera defrontou o Real Madrid por sete ocasiões enquanto jogador do Mallorca e do RCD Espanyol. Marcou dois golos e somou um apreciável registo de 3V 2E 2D. Depois, no Liverpool FC, foi colega de Álvaro Arbeloa e de Xabi Alonso e esteve num triunfo por 1-0 da formação inglesa no Santiago Bernabéu, nos oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2008/09.

• Enquanto jogador do Olympique Lyonnais, Cris esteve sete jogos sem perder na UEFA Champions League frente ao Real Madrid, antes de ver essa série de invencibilidade terminar com uma derrota por 3-0 na capital espanhola, nos oitavos-de-final, em 2010/11.

• Felipe Melo jogou em Espanha entre 2004 e 2008, com as camisolas de Mallorca, Real Racing Club e UD Almería. Marcou pelo Racing numa vitória por 2-1 sobre os "Merengues" na Liga espanhola, em Dezembro de 2005.

• Emmanuel Eboué fez parte da equipa do Arsenal FC que venceu o Real por 1-0 em Madrid, nos oitavos-de-final da edição de 2005/06 da UEFA Champions League.

• Johan Elmander marcou um golo a Casillas no triunfo por 2-0 da Suécia sobre a Espanha, em Outubro de 2006, na fase de qualificação para o UEFA EURO 2008.

• Um penalty convertido com êxito por Karim Benzema valeu à França uma vitória por 1-0 num encontro amigável com a Turquia, disputado em Junho de 2009.