Mourinho magnânimo elogia entrada de Modrić

Apesar de reconhecer que o Real Madrid "não jogou bem", José Mourinho elogiou a influência do suplente Luka Modrić no triunfo por 2-1 no terreno do Manchester United.

Luka Modrić marca o golo do empate do Real Madrid em Old Trafford
Luka Modrić marca o golo do empate do Real Madrid em Old Trafford ©Getty Images

José Mourinho, técnico do Real Madrid
É claro que estamos muito felizes por nos termos apurado, mas esperava mais da minha equipa. Não jogámos bem. Tirámos proveito dos dez a 15 minutos que se seguiram à expulsão. A primeira parte terminou sem golos e, até essa altura, foi um jogo bastante táctico, com ambas as equipas a darem tudo por tudo. Quando o Luka Modrić entrou, senti que ele mudou a dinâmica do jogo a meio-campo.

Dito isto, sofremos até ao fim. O United foi fisicamente muito forte. Sofremos demasiado com eles apenas com dez jogadores e o facto de o nosso guarda-redes, Diego López, ter sido o melhor em campo diz tudo. Quando o nosso guarda-redes é o nosso melhor jogador e nós em vantagem numérica, isso mostra que não estás a controlar o encontro como devias. O nosso meio-campo estava cheio de jogadores durante os últimos momentos do encontro e, todavia, não conseguimos controlar a partida.

Mike Phelan, treinador-adjunto do Manchester United
Estamos bastante desiludidos. Toda a gente se sentou a pensar no quê e como acabara de acontecer. Há um balneário bastante abalado e um treinador bastante abalado - e é por isso que sou eu quem está agora aqui.

Sentimos que tínhamos a táctica certa e estávamos confortáveis com o 0-0 ao intervalo. Regressámos ao campo e marcámos um golo que nos deixava numa posição vantajosa. Depois disso, tínhamos um controlo razoável da partida e criámos algumas ocasiões, mas então o jogo mudou por completo. Defrontar o Real Madrid com dez elementos é muito difícil.

Esta noite todos puderam ver o 1000º jogo de Ryan Giggs, o que é magnífico. A decisão quanto a Wayne Rooney e Shinji Kagawa foi táctica. No balneário, todos estavam preparados para jogar e todos estavam aptos. Têm de ser tomadas decisões importantes e o treinador tomou-as. Esta noite tínhamos o equilíbrio certo.

A desilusão no futebol faz parte do jogo. Para nós, como clube de futebol, já passámos anteriormente por isto e voltaremos a juntar os jogadores, possivelmente na quinta-feira, para analisarmos certos aspectos. Agora, há que olhar para o futuro, pois é muito importante acabarmos bem a época. Estamos na Taça de Inglaterra e também temos uma grande oportunidade na Premier League. Tenho a certeza que levará os jogadores a conseguirem alguma coisa.