História e forma favorecem Bayern na visita do Arsenal

A vitória fora por 3-1 significa que o Bayern está perto de chegar aos quartos-de-final pela quarta vez em cinco anos, ao passo que o Arsenal enfrenta a terceira eliminação seguida nesta fase.

o Bayern festeja vitória sobre no terreno do Arsenal
o Bayern festeja vitória sobre no terreno do Arsenal ©Getty Images

O FC Bayern München seguiu em frente nos oitavos-de-final da UEFA Champions League em três das últimas quatro épocas e vai procurar melhorar esse registo quando receber o Arsenal FC.

• A carreira do Arsenal terminou nesta fase nas duas últimas temporadas, tendo os danos sido infligidos no jogo fora quando permitiu quatro e três golos, respectivamente, ao AC Milan e ao FC Barcelona.

• Desta feira, a derrota de 3-1 sofrida pelo Arsenal representa a segunda em quatro jogos em casa na presente edição da prova. Apenas por duas ocasiões uma equipa recuperou após perder em casa na primeira mão, o AFC Ajax e o FC Internazionale Milano, quando ambos foram derrotados por 1-0. Enquanto o primeiro derrotou o Panathinaikos FC por 3-0 na segunda mão das meias-finais de 1995/96, o Bayern perdeu a segunda mão dos oitavos-de-final, em Munique, por 3-2 contra o Inter, em 2010/11.

Encontros anteriores• As equipas defrontaram-se nesta fase da prova em 2004/05, quando o Bayern construiu uma vantagem de 3-1 na primeira mão, realizada em casa, na qual Claudio Pizarro assinou os dois primeiros golos. A vitória revelou-se suficiente para apurar a equipa alemã, apesar do triunfo por 1-0 do Arsenal na segunda mão.

• As equipas no jogo do Olympiastadion, a 22 de Fevereiro de 2005, foram das seguintes:
Bayern: Kahn, Sagnol, Lúcio, Kovač, Lizarazu, Demichelis, Salihamidžić (Hargreaves 75), Frings, Zé Roberto (Scholl 57), Pizarro (Guerrero 68), Makaay.
Arsenal: Lehmann, Lauren, Touré, Cygan, Clichy (Cole 83), Pirès, Vieira, Edu (Flamini 36), Reyes, Ljungberg (Van Persie 76), Henry.

• Quatro anos antes, as equipas tinham medido forças na segunda fase de grupos, quando o Bayern voltou a levar a melhor ao ganhar em casa por 1-0 e empate 2-2 em Londres.

Retrospectiva
• O Arsenal é o terceiro adversário inglês do Bayern nas últimas duas épocas. Defrontou o Manchester City FC na fase de grupos da edição anterior e ganhou por 2-0 em Munique, antes de perder pelo mesmo resultado com o apuramento já garantido. Posteriormente, defrontou o Chelsea FC na final do torneio realizada no seu estádio, a Fußball Arena München.

• A derrota no desempate por penalties significa que foi batido três vezes por equipas inglesas na final da Taça dos Clubes Campeões Europeus – juntando-se aos desaires de 1982 e 1999, frente a Aston Villa FC e Manchester United FC, respectivamente. O Bayern venceu o Leeds United AFC na final de 1975 rumo a somar um dos seus quatro títulos europeus.

• O seu registo global do Bayern frente a equipas inglesas é de 14V 13E 10D e, em casa (sem incluir a final da época passada) é de 10V 5E 1D.

• O único desaire em solo alemão contra uma equipa de Inglaterra aconteceu em 1993/94, na segunda ronda da Taça UEFA, quando o Norwich City venceu por 2-1. Excluindo a derrota na final da UEFA Champions League, os últimos quatro jogos em Munique com equipas inglesas acabaram com triunfos da formação da Baviera.

• O Bayern terminou em primeiro lugar o Grupo F, em virtude do melhor registo no embate directo com o Valencia CF, vencendo os três jogos em casa e marcando 12 golos. A equipa de Jupp Heynckes derrotou o Valência por 2-1, o LOSC Lille por 6-1 e o FC BATE Borisov por 4-1.

• A derrota em 2010/11 frente ao Inter foi a única vez em 22 rondas nas provas da UEFA que o Bayern perdeu uma eliminatória depois de ter vencido o primeiro jogo fora. Venceu nessa condição por 3-1 apenas uma vez, quando derrotou o Rangers FC, em 1989/90, na primeira ronda da Taça dos Clubes Campeões Europeus; no segundo jogo registou-se um empate sem golos.

• O registo do Bayern em desempates por grandes penalidades nas competições da UEFA é:
3-4 - Chelsea FC, final da UEFA Champions League de 2011/12
3-1 - Real Madrid CF, meias-finais da UEFA Champions League de 2011/12
5-4 - Valência CF, final da UEFA Champions League de 2000/01
9-8 - PAOK FC, segunda eliminatória da Taça UEFA de 1983/84
4-3 - Åtvidaberg FF, primeira eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1973/74

• O Arsenal está a disputar os oitavos-de-final pela 13ª vez consecutiva e à procura de um lugar nos quartos-de-final pela primeira vez desde 2010, tendo terminado nove anos de invencibilidade caseira contra equipas não inglesas frente a outra equipa alemã, o FC Schalke 04, na fase de grupos. Em Gelsenkirchen, os “gunners” empataram 2-2 depois de terem estado a vencer por 2-0.

• O Arsenal iniciou a campanha com um triunfo de 2-1 no terreno do Montpellier Hérault SC, mas venceu somente quatro dos derradeiros 16 encontros realizados fora na UEFA Champions League, tendo perdido nove. O conjunto de Londres ganhou apenas um dos últimos 22 jogos na UEFA Champions League por uma margem que lhe permitirá manter-se em prova, 3-1 no campo do FK Partizan, na fase de grupos de 2010/11.

• Além disso, o Arsenal nunca deu a volta a uma derrota caseira em jogos europeus. Perdeu apenas um jogo nessa condição, contra o VfL Borussia Mönchengladbach, na primeira ronda da Taça UEFA de 1996/97, tendo sido eliminado com o mesmo resultado fora e em casa.

• O Arsenal não perdeu nas últimas três visitas à Alemanha, tendo empatado duas vezes e vencido o Hamburger SV, por 2-1, na fase de grupos da UEFA Champions League de 2006/07.

 • O registo do Arsenal contra equipas alemãs é de V12 E5 D8; fora é de V3 E4 D5.

• O registo do Arsenal em desempates por grandes penalidades nas competições da UEFA é:
7-6 - AS Roma, oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2008/09
1-4 - Galatasaray AŞ, final da Taça UEFA de 1999/2000
3-2 - UC Sampdoria, meias-finais da Taça dos Vencedores das Taças de 1994/95
4-5 - Valência CF, final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1979/80

Ligações entre as equipas
• Lukas Podolski representou o Bayern entre 2006 e 2009, marcando 15 golos em 71 jogos de campeonato. Antes e depois dessa passagem pelos bávaros, passou um total de seis épocas ao serviço do 1. FC Köln, e em dez jogos frente ao Bayern, só por uma vez venceu.

• Per Mertesacker apontou o golo do SV Werder Bremen na derrota caseira por 3-1 frente ao Bayern, a 29 de Janeiro de 2011. Depois de Arjen Robben ter feito o empate, um autogolo de Mertesacker colocou o Bayern a vencer por 2-1 antes de Miroslav Klose selar o resultado final. Durante as cinco épocas passadas no Bremen, Mertesacker defrontou 16 vezes o Bayern e ganhou apenas duas.

• Mertesacker e Pizarro foram colegas de equipa no Bremen entre 2008 e 2011.

• Tomáš Rosický marcou 20 golos em 149 jogos na Bundesliga com a camisola do Borussia Dortmund, entre 2001 e 2006, tendo conquistado o campeonato em 2001/02.

• Robben marcou na vitória fora do Chelsea FC sobre o Arsenal, por 2-0, a 18 de Dezembro de 2005. Nos seus três anos em Stamford Bridge, enfrentou os "gunners" quatro vezes e nunca perdeu.

• Franck Ribéry é companheiro de Bacary Sagna, Abou Diaby, Olivier Giroud, Sébastien Squillaci e Laurent Koscielny na selecção de França.

• Thomas Müller marcou pela Alemanha na vitória por 2-1 sobre a França, num amigável disputado a 6 de Fevereiro, naquela que foi a primeira vitória dos germânicos sobre os "bleus" desde 1987 e a primeira em França em 78 anos. Lahm e Gomez também foram titulares, bem como Podolski, tendo Toni Kroos entrado no segundo tempo. Ribéry, Sagna. Koscielny e Giroud, este último como suplente utilizado, estiveram em acção pela França.

• Giroud marcou pela França, que também contou com Ribéry, num triunfo por 2-1 sobre a Alemanha, num amigável realizado em Bremen a 29 de Fevereiro de 2012. Jérôme Boateng e Kroos foram titulares pela Alemanha, com Mario Gomez e Müller a entrarem na segunda parte. Manuel Neuer não saiu do banco de suplentes.

• O País de Gales, de Aaron Ramsey, perdeu por 2-0 com a Alemanha em jogo de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2010. Do lado germânico alinharam Philipp Lahm, Bastian Schweinsteiger e Gomez. Mertesacker e Podolski, actuais colegas de equipa de Ramsey, também participaram no jogo de Cardiff, a 1 de Abril de 2009.