Penalty de Jonas dá vitória ao Valência

LOSC Lille 0-1 Valencia CF
Jonas voltou a fazer a diferença, mas a vitória em França não foi suficiente para o Valência chegar ao primeiro lugar do Grupo F.

Jonas marcou, de grande penalidade, o único golo da partida
Jonas marcou, de grande penalidade, o único golo da partida ©Getty Images

Jonas foi o carrasco do LOSC Lille pela segunda vez nesta temporada, mas o seu golo de penalty, que garantiu o triunfo do Valencia CF em França, não chegou para que a turma "che" ultrapassasse o FC Bayern München no primeiro lugar do Grupo F.

O avançado brasileiro já havia marcado os dois golos da vitória do Valência sobre o Lille, por 2-0, em Outubro, e voltou a fazer a diferença esta quarta-feira, na única jogada digna de destaque dos primeiros 45 minutos - na qual acabou derrubado por Marko Baša dentro da grande área gaulesa, convertendo depois com êxito a consequente grande penalidade. Orientado, a título interino, por Salvador González, antes de Ernesto Valverde assumir o lume da equipa, o Valência necessitava, contudo, que o Bayern escorregasse na recepção ao FC BATE Borisov para desalojar a formação bávara do primeiro posto. Porém, na Alemanha, não houve surpresas e a vitória em França acabou por não servir de nada aos visitantes, que viram o Lille partir em busca do empate no segundo tempo, mas sem conseguir capitalizar a sua maior pressão.

Já condenada a terminar no último lugar do grupo e a jogar apenas pelo orgulho próprio, a equipa da casa entrou em campo determinada a deixar uma boa imagem na despedida das provas europeias desta época. Rudi Garcia apostou em alguns jovens, como os avançados Ronny Rodelin e Gianni Bruno, e o duo da frente combinou na perfeição logo aos dois minutos, mas Bruno não chegou a tempo de desviar para o fundo das redes o cruzamento do colega, na esquerda.

Aos poucos, o ímpeto inicial do Lille foi-se perdendo, com as duas equipas a mostrarem dificuldades em incutir alguma velocidade ao jogo. Jonas rematou de longe para defesa fácil de Steeve Elana e Rodelin testou a atenção de Vicente Guaita na outra baliza, mas apenas aos 29 minutos um dos guarda-redes foi obrigado a aplicar-se verdadeiramente, quando Rio Mavuba rematou forte para uma excelente intervenção de Guaita.

Sete minutos mais tarde, o Valência ganhou vantagem, com Jonas a bater com êxito, para o lado esquerdo, o penalty por si conquistado, assinando assim o seu quarto golo na prova. Depois do intervalo, o Lille procurou reagir ao golo sofrido, com Lucas Digne em evidência pela esquerda e Rodelin a ficar muito perto de restabelecer a igualdade, na sequência de um pontapé de canto. O seu remate, contudo, foi interceptado sobre a linha de golo por Nelson Valdez e Guaita evitou que Bruno chegasse à bola para fazer a recarga.

Bruno que, pouco depois, rematou para fora numa altura em que se acentuava a pressão dos anfitriões, mas, na resposta, Jonas ficou perto de bisar, num remate em arco que saiu ligeiramente ao lado. Os homens da casa procuraram o empate até aos instantes finais, mas Guaita, com duas excelentes defesas, negou o golo a Salomon Kalou e a Nolan Roux, que havia saltado do banco pouco antes, enquanto Dimitri Payet viu um forte remate devolvido pela trave da baliza da formação espanhola.