Philippe fala em vitória "emotiva" do Dudelange

Didier Philippe falou sobre um "jogo emotivo", após a surpreendente vitória do Dudelange, no total da eliminatória, sobre o Salzburgo, para o qual a eliminação representa "um desastre".

A equipa de Didier Philippe apurou-se para a terceira pré-eliminatória
A equipa de Didier Philippe apurou-se para a terceira pré-eliminatória ©Getty Images

O F91 Dudelange protagonizou a surpresa da segunda pré-eliminatória da UEFA Champions League, ao eliminar o FC Salzburg, na terça-feira, com o seu próprio treinador surpreendido pela passagem à fase seguinte. O campeão luxemburguês pode agora desfrutar do momento de glória, mas para Aurélien Joachim, autor de golos nas duas mãos, a principal preocupação é todos os jogadores estarem disponíveis para a terceira pré-eliminatória, frente ao NK Maribor.

Didier Philippe, treinador do Dudelange
Foi um jogo muito emotivo. O Salzburgo é melhor, mas tentámos compensar isso com espírito de equipa. Queríamos jogar no contra-ataque e funcionou. Marcarmos primeiro foi uma surpresa para mim. Uma equipa como o Dudelange precisa de um pouco de sorte, mas não possuímos apenas jogadores lutadores, também outros que são talentosos. A vitória por 1-0 na primeira mão não me surpreendeu, mas o apuramento sim.

Aurélien Joachim, avançado do Dudelange
Jogar os últimos 15 minutos com um jogador a menos foi muito desgastante – agora é tempo de descansar. Espero que todos os jogadores sejam dispensados dos respectivos trabalhos para disputarem a próxima eliminatória.

Romain Schumacher, presidente do Dudelange
Este é um feito brilhante da equipa e um verdadeiro espectáculo para os adeptos. É-me difícil apreciar a vitória devidamente após o apito final, tendo em conta o que se passou no relvado.

Roger Schmidt, treinador do Salzburgo
Não nos qualificarmos para as competições europeias é uma grande desilusão. É difícil, mas em dois jogos não fomos capazes de nos superiorizar ao adversário e os jogadores não assumiram as responsabilidades. Obviamente, a nossa jovem equipa não conseguiu aguentar a pressão. Agora temos de agir de forma profissional e corrigir os erros.

Martin Hinteregger, defesa do Salzburgo
É um desastre.

Topo