O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Cahill elogia exibição do Chelsea

Gary Cahill descreveu a experiência de defrontar o Barcelona como "mentalmente extenuante", mas atribuiu a vitória por 1-0 do Chelsea na primeira mão ao "grande desempenho defensivo".

Gary Cahill teve motivos para aplaudir o desempenho da defesa do Chelsea frente ao Barcelona
Gary Cahill teve motivos para aplaudir o desempenho da defesa do Chelsea frente ao Barcelona ©Getty Images

Gary Cahill não escondeu a satisfação pela vitória por 1-0 sobre o FC Barcelona que deixou o Chelsea FC bem colocado para chegar à final da UEFA Champions League, mas afirmou que o muito tempo que o adversário teve a bola em seu poder nesta primeira mão da meia-final foi mentalmente muito exigente.

"O que me fica deste jogo mais que tudo é que os níveis de concentração foram muito elevados", disse Cahill ao UEFA.com. "Se nos alhearmos um segundo que seja eles têm tantos jogadores que podem resolver um jogo. Foi, acima de tudo, extenuante do ponto de vista mental, mas a defesa funcionou como um todo e esteve muito concentrada. Estivemos compactos e isso permitiu que conseguíssemos um bom resultado."

"Os outros jogadores disseram que o campo era muito grande para eles", disse o internacional inglês, de 26 anos, depois de ter feito apenas o seu segundo jogo como titular na presente edição da prova, e que jogou no lugar do lesionado David Luiz. "Sabemos que vai ser complicado, mas vamos lá com confiança. As coisas têm-nos corrido bem e, para mim, foi bom ter sido titular e jogado bem."

Frank Lampard admitiu que a sorte protegeu a sua equipa quando Alexis Sánchez acertou na barra, logo no início do jogo, tal como quando Pedro Rodríguez repetiu o feito nos últimos instantes da partida."Tivemos alguma sorte, mas no futebol muitas vezes merece-se tê-la do nosso lado", explicou o médio da Inglaterra.

"Trabalhámos muito hoje. Não sofrer golos e conseguir marca foi um grande resultado para nós, mas nada está decidido. Todas as equipas que jogam em Barcelona sabem o quanto isso é difícil e vamos ter de trabalhar muito para manter a eliminatória a nosso favor."