O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Drogba decide a favor do Chelsea

Chelsea FC 1-0 FC Barcelona
O golo de Didier Drogba deixou os "blues" em vantagem, num jogo em que Alexis Sánchez e Pedro Rodríguez acertaram nos ferros para o Barça.

Drogba decide a favor do Chelsea
Drogba decide a favor do Chelsea ©AFP/Getty Images

Uma enorme solidez defensiva – apoiada numa superior exibição de Petr Čech – e um dianteiro que não precisa de muitas oportunidades para marcar, como Didier Drogba, valeram ao Chelsea FC o triunfo, por 1-0, em Stamford Bridge, na partida da primeira mão da meia-final da UEFA Champions League frente ao campeão FC Barcelona.

Depois de o Barça ter estado por quatro vezes perto de marcar, por intermédio de Alexis Sánchez e de Cesc Fàbregas, o primeiro a acertar na trave e o segundo em três ocasiões, foi mesmo o Chelsea quem partiu para o intervalo a vencer, graças a um tento de Drogba na derradeira jogada do primeiro tempo. Depois, e até final do encontro, foi valendo Čech e a sua defesa ao conjunto de Londres, que ainda viu Pedro Rodríguez acertar no poste na última jogada do desafio.

A primeira ocasião de golo flagrante pertenceu, aos nove minutos, ao Barcelona e a Alexis Sánchez. Após um passe por alto de Andrés Iniesta para as costas da defesa (com Gary Cahill no lugar de David Luiz, que se lesionou no fim-de-semana, durante a meia-final da Taça de Inglaterra), o chileno isolou-se perante Petr Čech, mas o seu chapéu foi devolvido pela trave.

O lance seguinte também foi protagonizado pelos catalães, com Cesc Fàbregas, aos 17 minutos, a falhar a recarga a um primeiro remate de Iniesta muito bem defendido por Čech, que teve resposta num forte remate de Juan Mata por cima da baliza de Víctor Valdés. Aos 26 minutos, o antigo capitão do Arsenal FC voltou a ficar perto do golo, mas o seu remate, após desenvencilhar-se de Cahill, foi defendido por Čech. Lionel Messi teve, depois, um cabeceamento em que proporcionou nova excelente intervenção do guarda-redes checo.

E, depois de Fàbregas ter falhado novo golo – Ashley Cole evitou sobre a linha de golo que a bola entrasse – foi o Chelsea quem acabou por abrir o activo. Já em período de descontos, Frank Lampard desarmou Messi e lançou Ramires pelo lado esquerdo. O ex-benfiquista entrou em velocidade na área e cruzou de pé esquerdo para o centro, à procura de Drogba. O marfinense não perdeu tempo e bateu Víctor Valdés de pronto.

Na segunda parte, o Barcelona voltou a entrar melhor no encontro e aos 50 minutos, Adriano teve uma incursão flanco esquerdo, flectiu para o meio e rematou colocado, mas para excelente defesa de Čech. Seis minutos volvidos, Alexis Sánchez voltou a ficar perto do golo, com um remate já na pequena-área, após sensacional passe de Fàbregas, a sair ao lado.

Os catalães continuaram a trocar passes e, até, a cruzar bolas para a área do Chelsea, à procura do golo do empate, que podia ter chegado aos 87 minutos, através de um cabeceamento do capitão Puyol, mas, uma vez mais, Čech defendeu com mestria, tudo isto antes de, já nos descontos, Pedro ter rematado ao poste, na derradeira jogada do encontro.

Conteúdos relacionados