Guardiola avisa Barcelona sobre o Leverkusen

Josep Guardiola alertou o Barcelona que o Leverkusen "nunca dá um desafio como perdido", apesar de a sua equipa dispor de uma vantagem de 3-1 na recepção aos alemães nos oitavos-de-final.

Messi magic downs Leverkusen
Messi magic downs Leverkusen

O FC Barcelona dispõe de uma vantagem de 3-1 sobre o Bayer 04 Leverkusen antes da recepção aos alemães na segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League, mas Josep Guardiola Josep alertou que a equipa visitante, por vezes, "parece estar morta e responde de surpresa". Robin Dutt, por seu lado, prometeu um bom espectáculo aos adeptos do Leverkusen.

Barcelona  
Josep Guardiola, treinador
Recentemente disputámos a segunda mão dos oitavos-de-final após um empate e uma derrota. Esta época estamos numa posição mais favorável do que em edições anteriores, por isso imagino que não me vão colocar muitas questões sobre o jogo de quarta-feira, por pensarem que a eliminatória com o Leverkusen está decidida. Dominámos o Leverkusen na primeira parte, mas eles estiveram muito fortes e rápidos no segundo tempo. Vamos tentar que eles não joguem muito rápido. Esta competição é muito difícil e exigente, por isso seria óptimo atingir os quartos-de-final.

O Leverkusen nunca dá um desafio como perdido, nunca desiste. Parecem estar mortos, mas respondem de surpresa. Espero verdadeiramente que a nossa equipa tenha 70 por cento de posse de bola, mas o que mais me preocupa é a velocidade. É claro que eles também têm hipóteses de se apurar e o Bayer quer regressar ao topo. Temos de controlar o encontro e impedir que eles joguem em velocidade.

Resultado do fim-de-semana
Sábado: Barcelona 3-1 Real Sporting de Gijón (Iniesta 42, Keita 79, Xavi 87; Barral 49)
Valdés; Alves, Mascherano, Piqué, Adriano, Keita, Iniesta, Xavi, Pedro (Tello 59); Fàbregas (Sánchez 59), Cuenca (Puyol 82).

• Seydou Keita marcou no primeiro jogo que disputou após o regresso da Taça das Nações Africanas, onde ajudou o Mali a atingir o terceiro lugar. O Barça aumentou a invencibilidade em casa para 49 jogos. Gerard Piqué foi expulso aos 46 minutos de um jogo em que a equipa da casa não pôde contar com o suspenso Lionel Messi. Xavi Hernández estabeleceu um novo recorde pessoal esta época com 12 golos em todas as competições.

Notícias da equipa
Carles Puyol treinou à parte na terça-feira devido a problemas numa virilha. Éric Abidal (virilha) e Alexis Sánchez (rotura de um adutor) estão lesionados, enquanto Thiago Alcántara debate-se com um problema na canela direita sofrido na semana passada num treino da selecção de Espanha. Este encontro surge demasiado cedo para Ibrahim Afellay, ainda a recuperar de uma lesão num joelho, enquanto David Villa (fractura numa perna) e Andreu Fontas (joelho) estão sujeitos a longas paragens.

Leverkusen  
Robin Dutt, treinador
Na teoria, o Barcelona parece estar numa posição favorável, pois devíamos ter sido mais atacantes na primeira mão. O importante é fazer um bom jogo para os quatro mil adeptos do Bayer que acompanharam a equipa. Penso que podemos aprender algumas coisas em relação a ataque, táctica e técnica, mas considero que defensivamente temos muitas vantagens em relação ao Barcelona, qualidades que só se adquirem ao longo dos anos.

Estamos nos oitavos-de-final da UEFA Champions League, por isso não nos podemos dar ao luxo de colocar em campo uma equipa de reservas. Este é um desafio para os nossos melhores jogadores. A nossa preparação e atitude da equipa são boas, temos muito a ganhar e pouco a perder.

Há muitas coisas que me preocupam ao defrontar o Barcelona. Já vi centenas de jogos de Barcelona e eles têm sempre muita posse de bola. O que podemos fazer no pouco tempo em que eles nos permitem ter a bola? Será decisivo a forma como defendemos e o que fazemos com os nossos 30 por cento de posse de bola.

Considero que não faz sentido falar na percentagem de hipóteses que temos de vencer. Só temos de estar concentrados em fazer um bom jogo, nem que tenhamos apenas cinco ou dez por cento de hipóteses de triunfar. Na quarta-feira vai ser muito difícil, pois é sempre complicado conseguir uma reviravolta frente à equipa de Guardiola. Temos de esperar para ver o que acontece.

Resultado do fim-de-semana
Sábado: Leverkusen 2-0 FC Bayern München (Kiessling 80, Bellarabi 90)
Leno; Schwaab, Friedrich (Derdiyok 46), Ömer, Kadlec; Reinartz, L Bender; Castro, Renato Augusto (Rolfes 89), Schürrle (Bellarabi 83), Kiessling.

• O golo de estreia de Karim Bellarabi pelo Leverkusen valeu o primeiro triunfo sobre o Bayern no campeonato em 15 tentativas, depois de ter somado 11 derrotas e três empates desde o triunfo, por 4-1, em Agosto de 2004. Foi a terceira vitória consecutiva da equipa na Bundesliga desde a derrota na primeira mão com o Barcelona, sendo a melhor série de toda a época.

Notícias da equipa
André Schürrle jogou com uma máscara facial frente ao Bayern por ter fracturado o nariz na semana passada, na derrota da Alemanha, por 2-1, com a França. Vedran Ćorluka e Danny da Costa também regressaram lesionados dos jogos das selecções, ambos com problemas nas coxas, mas Eren Derdiyok está de regresso aos relvados. Sidney Sam (coxa), Michael Ballack (gémeos), o guarda-redes titular René Adler (joelho) e Tranquillo Barnetta (joelho) estão lesionados.

Facto
O Leverkusen não consegue vencer fora na UEFA Champions League desde que bateu o Maccabi Haifa FC, por 2-0, em Outubro de 2002. Nesse período os alemães averbaram três empates e nove derrotas.

Conteúdos relacionados