Lavezzi pronto para deixar marca ante o Chelsea

"Este é o jogo mais importante da temporada", disse Ezequiel Lavezzi numa altura em que o Nápoles procura aumentar a série de 11 jogos europeus seguidos sem perder frente ao Chelsea.

Ezequiel Lavezzi encara os jornalistas
Ezequiel Lavezzi encara os jornalistas ©Getty Images

Ezequiel Lavezzi considera o jogo do SSC Napoli contra o Chelsea FC, a contar para os oitavos-de-final, comi "o mais importante da temporada" e espera deixar a sua marca com o primeiro golo na UEFA Champions League.

O extremo argentino foi um dos marcadores no triunfo do Nápoles por 3-0 na visita ao terreno da ACF Fiorentina, no fim-de-semana passado, aumentando o seu registo na época para cinco remates certeiros. No entanto, ainda não marcou nos seis encontros disputados na sua época de estreia na principal competição de clubes da Europa. Por isso mesmo, nada melhor que se estrear nesse capítulo na recepção ao Chelsea de André Villas-Boas.

O explosivo nº7 dos napolitanos, autor de três golos na Taça UEFA e na UEFA Europa League, está pronto para marcar aos "blues": "Espero bem que sim. Seria muito bom marcar o meu primeiro golo na UEFA Champions League a uma equipa como o Chelsea. Sei que podia marcar mais golos, mas, no final do encontro, se tiver ajudado a equipa a conseguir um bom resultado, ficarei satisfeito."

O Nápoles está sem perder no Stadio San Paolo há 11 jogos desde que regressou às provas europeias, em 2008, depois de 13 anos de ausência e está pronto para ganhar vantagem na primeira mão. Contudo, Lavezzi, antigo avançado do CA San Lorenzo, não se mostrou muito disponível para falar em altos voos relativamente ao jogo de terça-feira e revelou que a abordagem vai ser cautelosa ante a equipa onde jogam os portugueses Henrique Hilário, José Bosingwa, Paulo Ferreira e Raul Meireles.

"Não quero falar muito disso", afirmou o internacional argentino, de 26 anos. "Este é um jogo importante, mas se não formos cuidados podemos perder. Não somos favoritos porque o Chelsea tem muito mais experiência que nós, mas posso prometer que estamos com muita vontade e que queremos escrever uma página importante da nossa história. Temos que respeitar o Chelsea, caso contrário não passamos. Isso é claro."

"Este é o desafio mais importante da temporada e não podemos cometer erros", continuou, dando pouco destaque à forma irregular do Chelsea em Inglaterra. "Vamos fazer o nosso jogo. Não quero saber dos golos que os nossos adversários tenham marcado ou sofrido. Temos de nos concentrar durante mais de 90 minutos e depois as coisas poderão ser boas para nós, em especial se tivermos feito o nosso melhor."