Messi e Sánchez fazem a diferença em Leverkusen

Bayer 04 Leverkusen 1-3 FC Barcelona
O campeão em título alcançou uma vantagem importante nos oitavos-de-final, ao vencer na Alemanha com golos de Alexis Sánchez e Lionel Messi.

Alexis Sánchez felicitado pelos colegas do Barcelona
Alexis Sánchez felicitado pelos colegas do Barcelona ©Getty Images

O FC Barcelona alcançou uma vantagem importante na primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League, ao vencer na visita ao Bayer 04 Leverkusen por 3-1, golos de Alexis Sánchez e Lionel Messi.

O jogo começou tal como se esperava, com o FC Barcelona a assumir o controlo dos acontecimentos e o Bayer 04 Leverkusen remetido ao seu meio-campo, de forma compacta, à espera de uma brecha para contra-atacar.

No entanto, os catalães, que terminaram a primeira parte com 78 por cento de posse de bola, não conseguiam aproveitar esse domínio para criar ocasiões de perigo. O mais perto que estiveram foi num livre de Daniel Alves, aos 11 minutos, por cima da barra, e num remate fraco de Lionel Messi para defesa fácil de Bernd Leno, aos 38 minutos.

Mas, depois de muito procurar, o Barcelona acabou por chegar ao golo, aos 41 minutos. Messi recebeu a bola no meio-campo e de pronto desmarcou Alexis Sánchez que, isolado perante Leno, rematou por entre as pernas do guardião, fazendo o resultado com que se chegou ao intervalo.

O segundo tempo começou de forma diferente, e logo com o Leverkusen a tentar chegar ao empate, mas Manuel Friedrich chegou atrasado a um livre da esquerda, aos 48 minutos. No entanto, Michal Kadlec, aos 52, deixou o público da casa em delírio, numa jogada construída pelos dois laterais da casa, com Vedran Ćorluka, na direita, a cruzar para o defesa-esquerdo checo, que na área se antecipou a Alexis e marcou de cabeça.

Num período verdadeiramente frenético, o avançado chileno voltou a brilhar e a colocar o Barça na frente, aos 55 minutos, acorrendo a um passe a rasgar de Cesc Fàbregas para depois contornar Leno e fazer o 2-1. O empate esteve perto de acontecer, aos 64, com Gonzalo Castro, num remate cruzado ainda desviado por Víctor Valdés, a acertar no poste.

Aos 72 minutos, Messi, num lance de puro virtuosismo, quase dilatou a vantagem, após passar por dois adversários e, já de ângulo difícil, picar a bola por cima de Leno. Mas o poste impediu os merecidos festejos.

Stefan Kiessling, entrado em campo momentos antes, quase justificou a aposta de Robin Dutt, com um cabeceamento que Valdés agarrou junto ao poste, aos 77 minutos. Na resposta, Alexis, seis minutos depois, viu o "hat-trick" ser-lhe negado por uma grande defesa de Leno, que deteve o cabeceamento do chileno após um canto da esquerda.

O vencedor ficou decidido a dois minutos dos 90, com Messi a desmarcar Alves que, já na área, devolveu ao argentino para uma finalização à boca da baliza, deixando o Leverkusen com uma tarefa muito difícil em Camp Nou.