Witsel confiante no futuro do Benfica

À medida que Nani e o United já pensam no jogo decisivo da sexta jornada, Axel Witsel diz que "tudo é possível" para o Benfica, depois de garantir a presença nos oitavos-de-final.

Axel Witsel, do Benfica, em duelo com Nani, extremo do United
Axel Witsel, do Benfica, em duelo com Nani, extremo do United ©Getty Images

Axel Witsel diz que "tudo é possível" para o Benfica, depois da excelente exibição frente ao Manchester United FC, em Old Trafford, ter sido recompensada com um empate a dois golos, que permitiu o apuramento para os oitavos-de-final da UEFA Champions League.

"Viemos aqui para ganhar", afirmou Witsel, de 22 anos, ao UEFA.com, "mas mesmo sem vencer atingimos a liderança. Fizemos um grande jogo". De facto, de forma destemida e positiva, as "águias" colocaram-se em vantagem logo aos três minutos, quando o remate de Nicolás Gaitán forçou Phil Jones a fazer autogolo.

Golos de Dimitar Berbatov e Darren Fletcher deram a volta ao resultado – uma desilusão óbvia para Witsel –, mas o tento do empate, da autoria de Pablo Aimar, aos 61 minutos, valeu a conquista de um ponto. "Podíamos ter ganho, mas já que não era possível, importava não perder", disse o internacional belga, cuja equipa segue em frente por ter vantagem sobre United e FC Basel 1893 no confronto directo.

Não que o Benfica se contente com isso: faltando um jogo em casa, com o FC Oțelul Galați, daqui a duas semanas, o objectivo é o primeiro lugar. "Não penso que vá ser um problema", disse Witsel. "Vamos tentar terminar em primeiro do grupo e depois na fase a eliminar logo se vê o que dita o sorteio. Tudo é possível."

Aimar, autor de um golo, também se mostrou efusivo. "Frente a esta grande equipa realizámos um jogo quase perfeito, regressando a casa com um resultado positivo", disse. "[Desde a primeira jornada] que sabíamos que o adversário gosta de ter a posse da bola e é rápido nas transições defesa-ataque, por isso tivemos que lutar por este ponto. O principal objectivo era o apuramento, e agora que isso está garantido, temos esperança em terminar no primeiro lugar."

O extremo do United, Nani, a defrontar o rival da sua antiga equipa, o Sporting, lamentou o início de jogo do conjunto inglês. "Fomos infelizes no primeiro golo", disse. "Todos estavam em boa posição na defesa, mas a bola acabou por bater num jogador nosso. Praticámos bom futebol e tivemos ocasiões para marcar mais golos. Merecíamos mais."

Deste modo, o United precisa de apenas um ponto frente ao FC Basel 1893, na sexta jornada, para se apurar à custa da equipa suíça, apesar de Nani afirmar que a sua equipa nada teme: "Estamos habituados a este tipo de pressão e possuímos experiência suficiente para ir a Basileia vencer."