Basileia continua na luta

FC Oţelul Galaţi 2-3 FC Basel 1893
Três golos na primeira meia-hora permitiram aos helvéticos resistir à reacção final da equipa da casa e manter-se assim na corrida pelo apuramento.

O Basileia festejou por três vezes na primeira parte
O Basileia festejou por três vezes na primeira parte ©Getty Images

O FC Basel 1893 vai lutar por um lugar nos oitavos-de-final da UEFA Champions League com o Manchester United FC, quando receber, dentro de duas semanas, a formação inglesa, depois de ter vencido por 3-2 no terreno do FC Oţelul Galaţi.

A formação helvética marcou por duas vezes nos primeiros 15 minutos do encontro, por intermédio dos seus dois Freis, Fabian e Alexander, e quando o capitão Marco Streller elevou a vantagem do Basileia para 3-0 tudo parecia decidido. Mas os anfitriões reagiram e viram o seu capitão, Gabriel Giurgiu, reavivar a esperança dos adeptos da casa, que chegaram mesmo a acreditar que era possível somar pontos quando viram Liviu Antal reduzir a desvantagem da turma romena para a margem mínima a nove minutos do fim. Contudo, o Basileia segurou o triunfo e somou os três pontos que o mantêm na luta pelo apuramento no Grupo C.

Curiosamente, foi o Oţelul a primeira equipa a criar perigo no encontro. A história do jogo poderia ter sido bem diferente caso Cristian Sârghi tivesse concretizado a oportunidade de que dispôs na sequência de um livre cobrado por Laurenţiu Iorga. A bola chegou com demasiada velocidade ao defesa, que não conseguiu melhor do que cabecear por cima da trave.

A forte pressão exercida pelos homens da casa sobre os adversários parecia resultar bem, mas tal não passava de uma ilusão. A aposta do Basileia no contra-ataque não tardou em pagar dividendos. Uma bonita jogada deu origem ao primeiro golo, com Alexander Frei a servir Streller, que assistiu Fabian Frei e este viu o seu remate ultrapassar um desamparado Branko Grahovac. Estava feito o 1-0.

Os líderes da Liga suíça passaram a jogar com outra atitude, convictos de que poderiam marcar mais golos na noite fria que se verificava na Roménia. O segundo tardou apenas quatro minutos, com o Oţelul a falhar na armadilha do fora-de-jogo e a deixar Streller isolado. O avançado poderia ter, ele mesmo, seguido para a baliza, mas sem mostrar qualquer ponta de egoísmo serviu Alexander Frei, que tocou para o fundo das redes.

Streller, porém, acabaria mesmo por chegar, também ele, ao golo, à passagem do minuto 37, mantendo a calma perante a pressão de dois defesas contrários e batendo tranquilamente Grahovac, depois de um alívio de Adrian Sălăgeanu ter acertado em Alexander Frei e levado a bola até aos pés do número nove forasteiro.

Os primeiros 30 minutos do segundo tempo decorreram sem contratempos para o Basileia, mas quando Giurgiu reduziu a desvantagem dos anfitriões com um remate certeiro à entrada da área da formação helvética, o Oţelul ganhou novo ímpeto. Uma hesitação de Park Joo Ho, pouco depois, permitiu a Antal desarmar o lateral-esquerdo da formação suíça e finalizar com êxito, abrindo caminho a uns dez minutos finais de grande tensão.

Contudo, Yann Sommer não voltou a ser batido, pelo que as emoções vão estar à flor da pele em St. Jakob-Park quando o Basileia receber os campeões europeus de clubes de 2009 na sexta jornada, num jogo em que apenas um triunfo permitirá aos anfitriões seguirem em frente para os oitavos-de-final, ao lado do Benfica.