Divisão de pontos em Nápoles

SSC Napoli 1-1 FC Bayern München
Morgan De Sanctis defendeu um penalty de Mario Gomez num jogo em que os alemães marcaram cedo, mas permitiram a partilha de pontos.

Toni Kroos faz o 1-0 para o Bayern
Toni Kroos faz o 1-0 para o Bayern ©Getty Images

O FC Bayern München não chegou à terceira vitória consecutiva no Grupo A da UEFA Champions League, ao conceder um empate a uma bola frente ao SSC Napoli.

Os alemães até tiveram direito a um arranque de sonho, quando Toni Kroos abriu o marcador no segundo minuto de jogo, mas um golo na própria baliza de Holger Badstuber repôs a igualdade. O Bayern retomou a iniciativa do encontro e teve uma oportunidade de ouro para voltar a adiantar-se, mas De Sanctis defendeu o penalty de Mario Gomez.

Três horas antes do início do jogo já os adeptos do Nápoles enchiam de cor a vizinhança do Stadio de San Paolo, mas dois minutos depois do pontapé de saída ficaram em silêncio, quando Kroos aproveitou um cruzamento na direita de Jérôme Boateng, controlou perfeitamente a bola e fez funcionar o marcador. Foi um bom começo para uma equipa que venceu 11 dos últimos 12 jogos oficiais sem sofrer qualquer golo.

Era um aviso para o resto do jogo e o Nápoles, com excepção de um remate de Hugo Campagnaro pouco depois, que Edinson Cavani desviou para fora, teve dificuldades para entrar na disputa do jogo. Na outra ponta do campo, Philipp Lahm e Gomez remataram em força, mas para fora – e o Nápoles bem pode agradecer a Paolo Cannavaro, que, numa série de cantos, tirou o pão da boca a Gomez, depois de De Sanctis ter defendido um primeiro remate de Boateng.

Aos poucos, o Nápoles começava a mostrar serviço e conseguiu mesmo o golo de empate ainda antes do intervalo. Christian Maggio conseguiu ultrapassar Lahm e ficou bem no lance, depois de o seu cruzamento levar ao autogolo de Badstuber – o primeiro tento concedido por Manuel Neuer em 1147 minutos.

O início da segunda metade foi quase tão emotivo como o da primeira. Quatro minutos depois do reinício, o árbitro marcou um penalty contra o Nápoles, por mão de Cannavaro na área – o defesa já tinha visto um cartão amarelo na prova e agora perderá o jogo em Munique, dentro de duas semanas. Gomez, que converteu um castigo máximo no fim-de-semana, optou por um remate em força, mas sem grande precisão e De Sanctis defendeu.

A falha apenas serviu para reforçar a determinação do Bayern, que, nos minutos seguintes, carregou com todas as forças e esteve perto do golo por três vezes, através de Franck Ribéry, Schweinsteiger e Thomas Müller.

O Nápoles respondeu, com Maggio, Cannavaro e Campagnaro a mostrarem serviço e a ajudarem a equipa da Mazarri a manter um empate que os deixa apenas dois pontos atrás dos líderes do grupo. O Bayern lamentará as oportunidades falhadas, principalmente a de Schweinsteiger a quatro minutos do fim, em que o internacional alemão concluiu da pior forma uma impressionante corrida – o resumo perfeito do que foi a noite dos visitantes.