Campeão surpreendido por Milan astuto

FC Barcelona 2-2 AC Milan
O campeão em título parecia destinado a começar com uma vitória, mas golos do Milan, a abrir e a fechar o jogo, ditaram a divisão de pontos.

Thiago Silva gelou Camp Nou
Thiago Silva gelou Camp Nou ©Getty Images

Golos de Pedro Rodríguez e David Villa foram a melhor resposta ao susto inicial que constituiu o golo madrugador de Alexandre Pato. Mas o pior estava para vir, com Thiago Silva a subir até à área contrária para arrancar um ponto para o Milan, num cabeceamento fulminante.

Numa primeira parte de sentido único, a excepção à regra resultou no primeiro golo da partida. E logo a favor do Milan. Aos 35 segundos, Pato pegou na bola junto ao meio-campo e, aproveitando o mau posicionamento dos adversários, irrompeu pelo meio, só terminando na cara de Víctor Valdés, fazendo a bola passar-lhe por entre as pernas.

Dai para a frente, o curso dos acontecimentos mudou drasticamente, com o Barcelona a assumir as despesas do jogo e o Milan a formar uma muralha defensiva para proteger a baliza de Christian Abbiati, quase que abdicando de atacar. O primeiro aviso surgiu aos 12 minutos, num canto da esquerda que levou a bola até Villa, ao segundo poste, que rematou de pronto, mas à malha lateral.

Nos catalães, tudo girava à volta de Lionel Messi, que em duas ocasiões esteve perto de marcar. Aos 18 minutos, na marcação de um livre frontal, acertou no poste, e aos 29, após combinação com Daniel Alves e já de ângulo apertado, atirou para defesa apertada de Abbiati junto ao ferro.

Mesmo sem marcar, Messi esteve na origem do empate, furando pela defesa milanesa até à linha-de-fundo e, quando já ninguém acreditava que dali pudesse resultar perigo, o argentino cruzou em esforço para a boca da baliza, onde apareceu Pedro a finalizar.

A abrir a segunda parte, consumou-se a reviravolta no marcador, com Villa a cobrar na perfeição um livre, de nada valendo a estirada de Abbiati. Mesmo a ganhar, o Barcelona não deixou de pressionar o adversário, que não encontrava forma de se soltar, fazendo de Valdés um mero espectador.

Aos 66, destaque para o regresso à competição do capitão "culé", Carles Puyol, após recuperar de lesão. Entretanto, já o treinador forasteiro, Massimiliano Allegri, tinha refrescado a sua equipa, trocando Antonio Cassano por Urby Emanuelson, sem resultados práticos. Os ataques do Milan continuavam a ser tímidos, liderados pelo inconformado Pato. Por outro lado, o Barcelona aliviou um pouco a pressão e limitou-se a controlar o jogo.

Mas quando nada o fazia prever, Silva gelou Camp Nou. Num dos raros ataques milaneses, Antonio Nocerino ganhou um canto que Clarence Seedorf bateu com precisão para a cabeça do defesa-central brasileiro, que assim fuzilou Valdés e dividiu os pontos.

Conteúdos relacionados