Inter arranca primeiro triunfo no Grupo B

PFC CSKA Moskva 2-3 FC Internazionale Milano
Os milaneses estiveram a vencer por dois golos, consentiram o empate, mas reconquistaram a vantagem em Moscovo.

Lúcio marcou cedo para o Inter em Moscovo
Lúcio marcou cedo para o Inter em Moscovo ©Getty Images

O FC Internazionale Milano conseguiu a sua primeira vitória para o Grupo B da UEFA Champions League, ao triunfar no Estádio Luzhniki sobre o PFC CSKA Moskva, por 3-2.

À procura dos primeiros pontos, após a derrota sofrida na primeira jornada, perante o seu público, com o Trabzonspor, os milaneses, que estreavam Claudio Ranieri como técnico principal nas provas europeias, chegaram à vantagem na sua primeira incursão à área contrária. Estavam decorridos seis minutos quando, na sequência de um pontapé de canto cobrado por Ricky Álvarez, Lúcio surgiu ao poste mais distante a desviar a bola de pé direito para o fundo das redes, depois de o guardião Vladimir Gabulov ter saído em falso. Tratou-se do segundo golo do brasileiro em outros tantos jogos, uma vez que já marcara no fim-de-semana, no triunfo por 3-1 em Bolonha.

Aos dez minutos, Gabulov redimiu-se do erro do primeiro tento, efectuando uma fantástica defesa a cabeceamento de Joel Obi, após cruzamento de Giampaolo Pazzini. Quatro minutos volvidos, voltou a estar em bom plano ao defender um remate acrobático de Diego Milito. No entanto, o segundo golo não demoraria, pois, aos 23 minutos, Yuto Nagatomo teve uma iniciativa individual pelo lado direito, de onde assistiu Pazzini para emenda fácil à boca da baliza.

O CSKA somente à meia-hora se aproximou com perigo da baliza do Inter. Após jogada de Seydou Doumbia, Alan Dzagoev rematou para uma espectacular defesa de Júlio César para canto. Na sequência do mesmo, Doumbia cabeceou ao poste. Estava dado o aviso para o que chegaria já nos descontos: o tento moscovita, através da cobrança de um livre por Dzagoev, a punir falta de Walter Samuel sobre Sekou Oliseh.

O CSKA entrou forte na segunda parte e Pavel Mamaev quase empatou, com um remate em arco, depois de uma sequência de pontapés de canto. O Inter reagiu e Mauro Zárate (que rendera o lesionado Pazzini no início do segundo tempo), após excelentes lances individuais, rematou para defesas de Gabulov. O guarda-redes russo voltaria a brilhar aos 67 minutos, efectuando uma defesa por instinto a novo remate de Zárate.

O empate acabou por surgir aos 77 minutos, através de Vágner Love, que bateu Júlio César com um remate forte colocado ao poste mais próximo, após trabalho individual na área. Mas o Inter não demorou dois minutos a retomar a liderança, através de Zárate, que recebeu entre os defesas-centrais um passe longo de Esteban Cambiasso, antes de bater Gabulov com um remate rasteiro, selando o primeiro triunfo europeu da temporada.