O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Loja Oficial da UEFA Champions League no Japão

A UEFA Champions League tem estado no centro das atenções em Tóquio após a inauguração, no início desta semana, da primeira loja oficial da prova a nível mundial.

Loja Oficial da UEFA Champions League no Japão
Loja Oficial da UEFA Champions League no Japão ©UEFA.com

O movimento de pessoas que flui da estação de metropolitano e atravessa o famoso cruzamento de Shibuya, na baixa de Tóquio, é algo digno de ser visto. No entanto, esta terça-feira, houve um novo suplemento para as vistas e os sons que o moderno distrito de Shibuya tem para oferecer: um autocarro azul-marinho, adornado com as palavras "Loja Oficial da UEFA Champions League" emitindo o hino do torneio.

Posters colocados na plataforma da estação de metropolitano também anunciavam a nova loja, uma iniciativa conjunta da UEFA e da adidas que promete aos adeptos japoneses um vislumbre da "elite do futebol". Primeira do seu género, a Loja Oficial da UEFA Champions League é uma gruta de Aladino de camisolas e recordações – um dos poucos lugares no Mundo, se não mesmo o único, a vender camisolas das 32 equipas participantes na competição, juntamente com equipamento de treino, bolas, cachecóis, relógios e outras lembranças do principal torneio mundial de clubes.

Situada no rés-do-chão da loja de futebol Kamo, oferece uma completa integração na competição e na sua história. Existem bolas de finais anteriores em exibição, um vasto número de artigos do passado assinados, como a camisola do capitão vencedor em 2010, Javier Zanetti, do FC Internazionale Milano, imagens a preto e branco de figuras emblemáticas da Taça dos Clubes Campeões Europeus, como George Best e Franz Beckenbauer, e fotografias de todos os vencedores da UEFA Champions League – entre eles, claro, uma imagem gigante do FC Barcelona, campeão de 2011. Um ecrã Sony gigante também mostra uma compilação de jogos anteriores e vai manter os adeptos informados com momentos e informação ao longo da presente época.

Para cortar a fita na cerimónia de abertura estiveram presentes três antigos vencedores da Taça dos Clubes Campeões Europeus – Franco Baresi, Daniele Massaro e Dida, todos campeões ao serviço do AC Milan. Capitão dos "rossoneri" nas vitórias em 1989 e 1990, Baresi disse: "Esta loja traz felicidade aos adeptos do futebol japoneses, dando-lhes a oportunidade de estarem mais perto da UEFA Champions League." Os embaixadores posaram para fotografias com o troféu da UEFA Champions League, que estará em exibição na loja durante a primeira semana.

Antes disso, a comunicação social já tinha ouvido discursos de Paul Hardisty, director-executivo da adidas no Japão; Guy-Laurent Epstein, director de marketing da UEFA Eventos SA; Ken Kamo, proprietário de 15 lojas de futebol por todo o Japão; e do presidente da Federação Japonesa de Futebol (JFA), Junji Ogura. Entretanto, mensagens em vídeo dos jogadores japoneses Shinji Kagawa, Atsuto Uchida e Shunsuke Nakamura – a falarem sobre as respectivas experiências na UEFA Champions League – sublinharam o progresso do futebol japonês nos últimos anos.

Em declarações numa sessão de perguntas e respostas para a comunicação social, Baresi abordou esse assunto quando recordou visitas anteriores a Tóquio na disputa da Taça Intercontinental. "[Existe] uma enorme paixão pela modalidade e o futebol japonês está a crescer. Há vários jogadores a alinharem na Europa que vão aumentar a sua experiência."

Segundo Guy-Laurent Epstein, o Japão já teve mais jogadores na UEFA Champions League do que qualquer outro país asiático. Explicando a escolha de Tóquio, acrescentou: "Por um lado, a UEFA Champions League é sobre futebol e cultura de massas; por outro, possui bastante prestígio, que se adequa na perfeição aos valores japoneses."

Daniele Massaro, autor de dois golos na final de 1994, ganha pelo Milan, jogou posteriormente na J. League e apelidou Tóquio como o "lugar perfeito", dada a tendência japonesa para o comércio. "Aqui, tal como em Inglaterra ou na Alemanha, funciona como uma espécie de cultura para as pessoas."

Tendo em conta que a abertura da loja, prevista para a Primavera, foi adiada depois do terramoto de Março, nada mais apropriado do que ver os três ex-"rossoneri" dirigirem-se até Sendai depois da cerimónia, para participarem num jogo de beneficência, frente a uma equipa de estrelas do Milan. Massaro acrescentou: "Conheço a cidade e os adeptos japoneses, mas agora, ao trabalhar para o Milan, é que me apercebo da quantidade de adeptos que existem no Japão. Viemos até aqui com as glórias do Milan para dar o nosso apoio ao povo japonês."

Um dos adeptos japoneses do clube italiano, Go Yoneyama, de 11 anos, estava entre a multidão reunida no exterior, à espera da abertura da loja. A entrada foi adornada com arranjos florais extravagantes, como manda a tradição japonesa. No entanto, o jovem, vestido com a camisola dos milaneses, estava mais interessado no que se passava lá dentro. "Ouvi dizer que é a primeira loja da UEFA Champions League no Mundo. Só quero entrar e desfrutar."

Morada:
Torre de Futebol Shibuya, 3-10, Udagawacho
Shibuya-ku, Tóquio
Japão

Aberta 365 dias por ano, das 10h00 às 21h00 (hora local)