O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Malmö motivado, Benfica confiante

O Malmö acredita que o eventual duelo com o Rangers "será difícil, mas divertido", enquanto o director do Benfica, Lourenço Coelho, reforça a ideia de que o objectivo é o apuramento para o "play-off".

O Benfica vai medir forças com o Trabzonspor na terceira pré-eliminatória da Champions League
O Benfica vai medir forças com o Trabzonspor na terceira pré-eliminatória da Champions League ©Getty Images

O director-desportivo do Malmö FF, Per Ågren, acredita que o eventual duelo da UEFA Champions League com o Rangers FC "será difícil, mas divertido", ao passo que o guarda-redes do FC Rubin Kazan, Sergei Ryzhikov, confessa que o FC Dynamo Kyiv era "o último adversário que queria defrontar". O director do Benfica, Lourenço Coelho, reforça a ideia de que o objectivo do vice-campeão português é o apuramento para o "play-off".

Em vantagem por 2-0 na segunda pré-eliminatória frente ao HB Tórshavn, o Malmö quase pode começar a pensar num previsível duelo com o campeão escocês, Rangers, após o sorteio que se realizou esta sexta-feira em Nyon. O director desportivo do campeão sueco, Per Ågren, diz que este duelo seria "difícil, mas divertido", acrescentando: "Não temos seguido o futebol escocês de perto, pelo que não temos uma ideia pormenorizada sobre o Rangers. Todavia, é claro que se tratou de um sorteio complicado".

O responsável do Rangers, Ally McCoist, participou na única eliminatória do clube escocês frente a uma equipa sueca nos seus tempos de jogador – uma derrota por um total de 4-1 frente ao IFK Göteborg – , mas afirma-se optimista quanto a um potencial embate ante a formação escandinava. "Creio que se trata de um sorteio mais do que aceitável para nós", disse o antigo ponta-de-lança. "Temos bons contactos na Suécia, pelo que estaremos perfeitamente informados sobre o que eles nos terão a oferecer".

O Rubin Kazan já conhece por experiência própria aquilo de que o Dínamo Kiev é capaz, pois perdeu por 3-1 frente ao conjunto ucraniano para a fase de grupos da UEFA Champions League de 2009/10, antes de empatar a zero no jogo da segunda volta, na Rússia. Ryzhikov comentou: "O Dínamo era o último adversário que pretendia defrontar nesta fase da prova. Desejo ver todos os clubes da ex-União Soviética chegarem o mais longe possível nesta competição, mas agora uma destas equipas terá de ficar pelo caminho".

O treinador-adjunto do Dínamo, Serhiy Rebrov, está mais optimista. "Será um prazer regressar a Kazan. Contudo, não irei para passear e ver amigos, mas sim para vencer", indicou o antigo dianteiro. O treinador do Dínamo, Yuri Semin, acrescentou: "O sorteio colocou frente-a-frente as duas melhores equipas já em prova, pois não há nenhuma mais forte do que o Rubin e do que nós. Os jogos entre equipas russas e ucranianas são sempre mais interessantes do que os encontros frente a conjuntos de outros países".

O Benfica espera uma missão complicada frente ao vice-campeão turco, o Trabzonspor AŞ. O director do clube português, Lourenço Coelho, disse: "Eles estiveram perto do título turco na época passada. São uma boa equipa. Temos de preparar-nos bem, porque o nosso objectivo é o de qualificarmo-nos para os 'play-offs'".