Casillas acredita na recuperação do Real Madrid

A derrota caseira (2-0) frente ao Barcelona arruinou a estratégia inicial do Real Madrid para as meias-finais, mas o capitão Iker Casillas assegurou: "A eliminatória ainda não terminou."

Iker Casillas não descarta a possibilidade de o Real Madrid dar a volta à eliminatória em Barcelona
Iker Casillas não descarta a possibilidade de o Real Madrid dar a volta à eliminatória em Barcelona ©Getty Images

O capitão Iker Casillas reconhece que o Real Madrid CF enfrenta uma "tarefa difícil" quanto à recuperação, em Camp Nou, da desvantagem de 2-0 sofrida em casa frente ao FC Barcelona, mas disse que o trajecto dos "merengues" na UEFA Champions League "ainda não acabou".

Tendo defendido de forma bastante sólida durante uma primeira parte bastante tensa, o Real Madrid viu a sua estratégia ruir após a expulsão de Pepe pouco depois dos 60 minutos, consumado que foi, depois, o desaire graças aos dois golos de Lionel Messi na parte final do encontro. "Com 0-0, ambas as equipas controlavam o jogo à sua maneira", reflectiu Casillas. "O Barça tinha mais posse de bola e trocava-a mais vezes, enquanto nós sacudíamos a pressão e procurávamos surpreendê-los no contra-ataque".

O número 1 da selecção de Espanha sabe que a estratégia original do Real Madrid está agora estilhaçada. "Partimos para o jogo de hoje a pensar no desfecho geral", admitiu. "Não pensávamos no facto de tratar-se de um jogo em casa e que, por isso, fosse o mais importante. Pensámos que, se o jogo terminasse 0-0 aqui no Santiago Bernabéu, podíamos depois conseguir um golo em Barcelona, o que significaria que eles teriam de marcar duas vezes".

Os nove vezes campeões europeus têm agora de reescrever o seu argumento para o encontro de terça-feira, mas Casillas está ciente que, com tão grande prémio em jogo, ele e os seus companheiros de equipa farão tudo o que estiver ao seu alcance para virar o rumo dos acontecimentos. "A eliminatória ainda não terminou. Sabemos que é uma missão difícil, mas isto ainda não acabou", disse o guardião de 29 anos. "Vamos lutar e dar tudo, sabendo que, se dermos a volta aos acontecimentos, o prémio que estará no horizonte é a Taça dos Clubes Campeões Europeus".

O médio Xabi Alonso repetiu essas ideias. "Os jogadores estão muito abatidos após este resultado, mas precisamos deixar passar algum tempo e depois começar a preparar o encontro da segunda mão da mesma forma determinada como fizemos relativamente a este", explicou. "Apesar de a segunda mão ir ser complicada, vamos lá com o mesmo profissionalismo e nunca se sabe o que poderá acontecer. O futebol é um desporto que pode sempre produzir surpresas".

Conteúdos relacionados

Topo