Pyatov orgulhoso no adeus do Shakhtar

O guarda-redes Andriy Pyatov ficou orgulhoso do esforço do Shakhtar para tentar derrotar o Barcelona e salientou que contra outro adversário a sua equipa teria seguido em frente.

O Shakhtar fez história esta temporada na Europa
O Shakhtar fez história esta temporada na Europa ©Getty Images

O guarda-redes Andriy Pyatov afirmou que o FC Shakhtar Donetsk só pode merecer elogios depois do desempenho na segunda mão dos quartos-de-final da UEFA Champions League frente ao FC Barcelona, apesar da derrota em casa, por 1-0.

As possibilidades do Shakhtar prolongar a sua melhor carreira de sempre na prova tinham praticamente terminado em Camp Nou, onde perdeu por 5-1 na semana passada. Mas, na segunda mão, o campeão da Ucrânia efectuou uma exibição de nervo e, a meio da primeira parte, poderia ter marcado duas vezes, tivessem Douglas Costa e Jadson aproveitado as respectivas hipóteses de golo.

"O nosso treinador falou connosco depois da primeira mão e disse-nos para esquecermos o resultado, o que de facto aconteceu", disse o internacional ucraniano. "Vimos o vídeo dessa partida e falámos do que correu mal e, neste jogo, estivemos muito melhor, apesar de não termos aproveitado as nossas oportunidades."

Apesar de ter entrado dominador, o Shakhtar desperdiçou as oportunidades de que dispôs, só que depois os catalães pegaram no jogo e o domínio acabou por dar frutos antes do intervalo, quando Lionel Messi marcou um grande golo. Para Pyatov, contudo, a sua equipa não pode sentir qualquer vergonha em perder para um adversário tão poderoso.

"Como é óbvio, nunca é uma boa sensação ser eliminado, mas estávamos perante o Barcelona", disse o guardião de 26 anos. "Se tivéssemos sido sorteados contra outra equipa que não o Barcelona, o resultado talvez tivesse sido diferente e penso que teríamos muito mais possibilidades de chegar às meias-finais."

Agora, as atenções do Shakhtar viram-se para a Liga ucraniana, prova na qual o conjunto de Donetsk lidera com 11 pontos de avanço. A equipa de Mircea Lucescu quer regressar às vitórias quanto antes, dado ser esta a terceira derrota consecutiva em todas as competições. A prazo, o Shakhtar espera voltar a disputar a UEFA Champions League na próxima temporada, altura em que Pyatov conta voltar a estar entre a elite europeia.

"Podemos estar orgulhosos do que fizemos na Champions League pois atingimos os quartos-de-final, situação que nunca ocorrera antes", afirmou. "Na próxima época vamos tentar pelo menos repetir este feito e, quem sabe, melhorá-lo."

Conteúdos relacionados