O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Ancelotti lamenta desperdício

Carlo Ancelotti avisou que o "Chelsea ainda tem uma palavra a dizer", após o empate sem golos que permitiu à sua equipa inglesa ultrapassar o Copenhaga.

Chelsea e Copenhaga empataram sem golos, na segunda mão, em Stamford Bridge
Chelsea e Copenhaga empataram sem golos, na segunda mão, em Stamford Bridge ©Getty Images

Apesar de não inteiramente satisfeito com a exibição do Chelsea FC, Carlo Ancelotti ficou muito satisfeito com a qualificação para os quartos-de-final da UEFA Champions League, patamar que havia falhado na última época. O nulo diante do FC København colocou os londrinos na fase seguinte, com uma vantagem de 2-0 no conjunto das duas mãos, e Ancelotti avisou os restantes sete concorrentes na luta pela vitória que a sua equipa será uma grande ameaça para quem aparecer pelo caminho.

Carlo Ancelotti, treinador do Chelsea
O Chelsea não jogou muito bem esta noite, porque deveríamos ter ganho face a tantas oportunidades que criámos. Acabaríamos por jogar melhor. De qualquer forma, não nos portámos mal e não concedemos situações de perigo ao adversário e, como tal, estou satisfeito.

Não precisámos de marcar porque tínhamos ganho por 2-0 na primeira mão; o que precisávamos era de não os deixar fazer golos e dessa forma qualificámo-nos para os quartos-de-final. Os jogadores mostraram uma boa atitude em campo e estavam focados. Queríamos chegar aos quartos-de-final e lembrámo-nos que por esta altura na época passada estávamos a chorar e agora estamos felizes.

Tínhamos de estar atentos e estivemos. Depois tivemos dez oportunidades para fazer golo, por isso o produto final é razoável. Gostaria de evitar o Barcelona na sexta-feira, porque é a equipa mais forte. Neste momento colocaria o Barcelona e o Manchester United do lado oposto do sorteio, de forma a defrontá-los apenas na final. Mas temos de esperar até sexta-feira e depois ver o que temos de fazer de forma a prepararmo-nos para a próxima fase.

Não estou à procura de qualquer tipo de desforra, obviamente. Temos sorte porque neste momento decisivo todos os jogadores estão aptos. É muito bom ver a equipa fresca e em boa condição física. Por isso é que tenho promovido rotatividade no plantel. Todos merecem jogar e manterem-se em forma. Estão frescos e muito motivados: o Chelsea tem uma palavra a dizer.

Ståle Solbakken, treinador do Copenhaga
Só posso dar os parabéns ao Chelsea por seguir em frente nesta prova. Foram a melhor equipa nos dois jogos e estiveram bem neste encontro, mas estou orgulhoso do que alcançámos até aqui. Jogámos oito partidas e em sete mostrámos bom futebol.

O jogo no Parken [primeira mão, frente ao Chelsea] foi a única exibição que não nos agradou, mas no geral temos de perceber que fomos eliminados por uma equipa superior. De qualquer forma, foi uma exibição fantástica ao sair daqui com um empate sem golos. Os nossos centrais foram muito fortes, o nosso guarda-redes esteve bem e, no final, posso dizer que o nosso nível foi muito satisfatório.