Inter reencontra velho rival Schalke

Inter e Schalke 04 reencontram-se nos quartos-de-final da UEFA Champions League para reeditar a final da Taça UEFA de 1997, com Rangnick a querer vencer em San Siro.

Esteban Cambiasso, Lúcio e Júlio César festejam o sucesso do Inter em Munique, nos oitavos-de-final
Esteban Cambiasso, Lúcio e Júlio César festejam o sucesso do Inter em Munique, nos oitavos-de-final ©Getty Images

Após ter eliminado o FC Bayern München de forma emocionante nos oitavos-de-final, o detentor da UEFA Champions League, FC Internazionale Milano, voltará a enfrentar um adversário da 1. Bundesliga, o FC Schalke 04, naquela que será uma reedição da final da Taça UEFA de 1997.

• O Schalke saiu vitorioso desse duelo, superiorizando-se em San Siro no desempate por pontapés da marca de grande penalidade, por 4-1, após ambas as equipas terem triunfado por 1-0 nos respectivos redutos. Este grande estádio guarda, no entanto, recordações menos felizes para o novo treinador dos visitantes, Ralf Rangnick, pois foi neste palco que, em Dezembro de 2005, o seu Schalke foi afastado ainda na fase de grupos da UEFA Champions League, após perder por 3-2 frente ao AC Milan, naquele que viria a ser o seu último encontro das competições europeias até ao momento.

Encontros anteriores
• Os anteriores jogos entre as duas equipas foram sempre renhidos. Na final da Taça UEFA, o Schalke, dirigido por Huub Stevens, venceu a primeira mão em Gelsenkirchen, por 1-0, mercê de um golo de Marc Wilmots aos 69 minutos. Iván Zamorano apontou o único golo da segunda mão, para o Inter, então dirigido por Roy Hodgson, aos 84 minutos.

• A constituição das equipas na segunda mão, em Milão, a 21 de Maio de 1997, foi a seguinte:
Inter: Pagliuca, Bergomi (Angloma 70), Paganin, Fresi, Pistone, Zanetti (Berti 119), Ince, Sforza (Winter 80), Djorkaeff, Ganz, Zamorano.
Schalke 04: Lehmann, Látal (Held 111), De Kock, Thon, Linke, Buskens, Eigenrauch, Němec, Müller (Anderbrügge 97), Max, Wilmots.

• Luigi Simoni dirigia o Inter quando os milaneses saíram triunfadores na época seguinte, nos quartos-de-final da mesma competição. Ronaldo dera aos "nerazzurri" um triunfo por 1-0 na primeira mão e, apesar de Michaël Goossens ter cancelado essa vantagem no derradeiro minuto do tempo regulamentar do encontro da segunda mão, um golo de Taribo West já no prolongamento deu aos italianos a vitória no cômputo geral, sendo que, nessa época, o Inter viria a conquistar o troféu.

• O actual capitão do Inter, Javier Zanetti, disputou todos os quatro encontros, sendo o único sobrevivente no actual plantel dos milaneses.

Retrospectiva
• O Inter tenta tornar-se na primeira equipa a defender com sucesso o título europeu na era da UEFA Champions League. Esta será a sua 12ª presença nos quartos-de-final, sendo que venceu em oito das 11 presenças anteriores.

• Ao invés, o Schalke espera chegar à sua primeira meia-final, após eliminações nos quartos-de-final em 1958/59 e 2007/08.

• O Inter tentará regressar aos triunfos em San Siro, depois de ter perdido por 1-0 ante o Bayern na ronda anterior, uma derrota que reverteu com um triunfo na segunda mão, por 3-2, na Baviera. Anteriormente, havia vencido sete encontros consecutivos em casa na UEFA Champions League, incluindo um triunfo por 4-0 frente aos alemães do SV Werder Bremen, na fase de grupos.

• O registo caseiro do Inter frente a equipas alemãs é de dez vitórias, um empate e cinco derrotas.

• Desde o desaire na primeira jornada da fase de grupos, no terreno do Olympique Lyonnais, o Schalke tem estado invicto nas suas deslocações na presente edição da prova, tendo vencido o Benfica e empatado em Telavive ante o Hapoel na fase de grupos, resultado que também conseguiu nos oitavos-de-final, em Valência, cuja equipa acabou por eliminar.

• A mais recente visita do Schalke a Itália aconteceu nos oitavos-de-final da Taça UEFA de 2005/06, quando perdeu por 1-0 no terreno da US Città di Palermo, vencendo na segunda mão por 3-0.

• O registo do Schalke em Itália é de um triunfo e quatro derrotas, tendo a vitória sido registada sobre a ACF Fiorentina, por 3-0, por desistência dos toscanos na primeira eliminatória da Taça UEFA de 1977/78.

Ligações entre as equipas
• Ambos os clubes trocaram de treinador já durante a presente temporada. No Inter, Leonardo rendeu Rafael Benítez em Dezembro, enquanto Rangnick regressou ao Schalke a 17 de Março, depois da saída de Felix Magath. A primeira passagem de Rangnick pelo Schalke terminou sete dias depois da já mencionada derrota por 3-2 em San Siro, contra o Milan, a 6 de Dezembro de 2005.

• Durante a sua longa passagem pelo Santiago Bernabéu, Raúl González foi companheiro de equipa de Wesley Sneijder, Esteban Cambiasso, Walter Samuel e até de Samuel Eto'o, que fez três aparições em encontros da Liga pelos "merengues", nas temporadas 1998/99 e 1999/2000. Raúl e Eto'o defrontar-se-iam muitas vezes em duelos entre Real Madrid e FC Barcelona.

• Raúl jogou pelo Real Madrid frente ao Inter na fase de grupos da UEFA Champions League de 1998/99, tendo vencido por 2-0 em casa, mas perdido por 3-1 em San Siro. O seu derradeiro golo na prova pelos "merengues" aconteceu frente ao AC Milan, na fase de grupos da edição da época passada.

• A temporada de José Manuel Jurado no plantel principal do Real Madrid, em 2004/05, coincidiu com a passagem de Samuel pelo clube da capital espanhola. Em 2007/08, Jurado jogou com Thiago Motta no Club Atlético de Madrid.

• Klaas-Jan Huntelaar cumpriu a época 2009/10 no Milan. Fez a sua estreia pelos "rossoneri" como substituto na derrota por 4-0 contra o arqui-rival citadino. O holandês foi ainda suplente utilizado no segundo derby da temporada, que o Inter venceu por 2-0.

• Huntelaar é companheiro de Sneijder na selecção da Holanda. O duo representou o AFC Ajax entre Janeiro de 2006 e o Verão de 2007, juntamente com Angelos Charisteas. Para além de Raúl, Sneijder foi companheiro de equipa de Christoph Metzelder no Santiago Bernabéu.

• Yuto Nagatomo e Atsuto Uchida fizeram parte da selecção do Japão que, em Janeiro, venceu a Taça da Ásia.

• Lúcio passou oito épocas na Alemanha, primeiro no Bayer 04 Leverkusen e, depois, no Bayern, tendo sido companheiro de Ali Karimi em Munique, de 2005 a 2007.

• Eto'o fez parte da equipa do Barcelona que derrotou o Schalke nos quartos-de-final da UEFA Champions League em 2007/08. Anteriormente, conhecera sorte diferente ante o clube de Gelsenkirchen, quando representava o RCD Mallorca, na fase de grupos da UEFA Champions League de 2001/02. Após ter marcado o único golo do encontro entre as duas equipas realizado em Setembro, na Alemanha, viria a ser expulso aos 26 minutos da partida na qual o Maiorca perdeu em casa por 4-0 na segunda volta, no mês seguinte.

• Huntelaar apontou o tento da vitória da Holanda, por 2-1, frente aos Camarões no Campeonato do Mundo de 2010, após Eto'o ter empatado para os africanos, em encontro relativo à fase de grupos.

• Thiago Motta e Andrea Ranocchia defrontaram Manuel Neuer no empate (1-1) entre Alemanha e Itália, em jogo particular realizado em Fevereiro, em Dortmund.