Bremen abate campeão europeu

SV Werder Bremen 3-0 FC Internazionale Milano
Sebastian Prödl, Marko Arnautović e Claudio Pizarro marcaram e proporcionaram à equipa de Thomas Schaaf uma despedida honrosa.

O Bremen festeja o golo inaugural de Sebastian Prödl, de cabeça, frente ao Inter
O Bremen festeja o golo inaugural de Sebastian Prödl, de cabeça, frente ao Inter ©Getty Images

O SV Werder Bremen realizou uma exibição de gala na sua despedida da UEFA Champions League, ao vencer o campeão FC Internazionale Milano por 3-0.

A equipa alemã já sabia que ia terminar no último lugar do Grupo A, mas golos de Sebastian Prödl e de Marko Arnautović, antigo avançado do Inter, no espaço de dez minutos antes e depois do intervalo, a que se juntou um tento tardio de Claudio Pizarro, deram a primeira e única vitória do Bremen na fase de grupos desta época. Ao mesmo tempo, acabou com as ambições dos visitantes em terminar no primeiro lugar do grupo.

Com os destinos de ambas as equipas selados antes do pontapé-de-saída, a primeira parte demorou até registar motivos de interesse, sendo que para isso muito contribuiu o frio intenso que se fazia sentir. O Werder Bremen adaptou-se mais rapidamente e quando Hugo Almeida amorteceu no peito um passe diagonal de Aaron Hunt e rematou de primeira, à meia-volta, apenas uma grande defesa de Paolo Orlandoni, com a ponta dos dedos, impediu o golo do internacional português.

Orlandoni, de 38 anos, foi surpreendido por parte de Rafael Benitez, que lhe concedeu a estreia na UEFA Champions League, e o veterano quase foi batido quando Hunt correu até à linha de fundo antes de rematar, com a bola a passar junto à linha-de-golo e a fazer ricochete em Esteban Cambiasso. O argentino – escolhido para o quarteto defensivo como substituto de última hora de Marco Materazzi – teve a felicidade de ver a bola passar ao lado do poste mais distante.

Com o intervalo a aproximar-se, a pressão do Bremen acabou por dar resultado, com Prödl a subir mais alto para corresponder a um canto marcado por Torsten Frings, com a bola cabeceada pelo austríaco ainda a tocar em Iván Córdoba antes de entrar na baliza.

O Inter não teve tempo para responder após o recomeço, já que o Bremen rapidamente aumentou a vantagem, com uma jogada bem construída que levou a bola até Hugo Almeida, na esquerda, que cruzou para a área, onde surgiu Arnautović a rematar de pronto junto ao primeiro poste. O internacional austríaco, que disputou três jogos na Serie A durante o empréstimo ao Inter na época passada, quase bisou momentos depois, mas após bater Felice Natalino nas alturas, viu a bola passar por cima da barra.

Os ataques do Inter eram raros, apesar de ter desperdiçado uma excelente oportunidade para reduzir a desvantagem quando o remate em arco de Goran Pandev embateu no poste e Cambiasso, na recarga, atirou ao lado da baliza de Tim Wiese.

Pandev voltou a testar os reflexos de Wiese com um remate rasteiro, mas o Bremen mostrou ser mais perigoso, e depois de Per Mertesacker e Hunt terem acertado nos ferros da baliza, Pizarro recebeu de costas para a baliza e virou-se de seguida para rematar rasteiro, fora do alcance de Orlandoni. Pandev rematou à barra no último lance da partida, mas já não deu para compensar os pontos perdidos pelos germânicos no resto da campanha. Ainda assim, o Bremen prolongou o seu recorde de invencibilidade caseiro frente a equipas italianas para 15 jogos.