"Spurs" voam para a fase seguinte

Tottenham Hotspur FC 3-0 SV Werder Bremen
Younes Kaboul, Luka Modrić e Peter Crouch marcaram os golos que selaram o apuramento do estreante inglês para os oitavos-de-final.

Luka Modrić celebra após marcar o segundo golo do Tottenham
Luka Modrić celebra após marcar o segundo golo do Tottenham ©Getty Images

O Tottenham Hotspur FC vai continuar em acção na UEFA Champions League, depois de garantir o apuramento para os oitavos-de-final graças a um triunfo confortável sobre o SV Werder Bremen.

A equipa de Harry Redknapp manteve a liderança do Grupo A, após bater um desfalcado Werder Bremen - Hugo Almeida foi uma das ausências -, com golos de Younes Kaboul Luka Modrić na primeira parte. Tim Wiese defendeu um penalty de Gareth Bale na etapa complementar e coube depois a Peter Crouch estabelecer o resultado final aos 79 minutos. O tento de Crouch permitiu ao Tottenham igualar o Arsenal FC como a equipa mais concretizadora da UEFA Champions League, com 15 golos em cinco jogos e, por isso, não admirou que os adeptos da casa tivessem acabado o encontro a cantar "Champions League, estamos a divertir-nos à grande".

Enquanto os "spurs" chegaram a este jogo moralizados pelo triunfo em casa do Arsenal, já o Bremen visitou Londres a lutar com uma longa lista de lesionados e com uma série de cinco derrotas nos seis últimos jogos. E as opções germânicas eram tão curtas que o técnico Thomas Schaaf teve de promover as estreias do defesa Dominik Schmidt e do médio Felix Kroos, que, no passado fim-de-semana, alinharam pela equipa de reservas do Bremen na terceira divisão alemã. Por isso, não surpreendeu que os germânicos tenham saído de Inglaterra no último lugar do grupo.

O Tottenham só precisou de seis minutos para chegar ao primeiro golo, com Kaboul a dar seguimento ao tento da vitória que tinha marcado no derby de Londres do passado fim-de-semana. A defesa do Bremen não conseguiu aliviar definitivamente um pontapé de canto, Aaron Lennon conduziu a bola até à área e cruzou para a conclusão de Kaboul. Os ingleses poderiam ter ampliado a vantagem por Roman Pavlyuchenko, que substituiu o lesionado Rafael van der Vaart, mas o russo não conseguiu dar o melhor seguimento ao centro de Bale e à assistência de Crouch.

Por essa altura, já o Tottenham tinha perdido Jermaine Jenas por lesão, substituido por Wilson Palacios, e sentiu algumas dificuldades em repetir o ritmo que tinha conseguido impor nos dois primeiros jogos em casa no grupo. E um erro de Lennon quase permitia o empate a Marko Marin, mas o mais mexido dos jogadores do Bremen atirou ao lado. E seria a equipa inglesa a chegar ao segundo golo, mesmo em cima do intervalo: Crouch ganhou de cabeça, após centro de Alan Hutton, e a bola sobrou para Modrić, que tirou Sebastian Prödl do caminho antes de atirar para o fundo da baliza de Wiese.

O Tottenham voltou mais entusiasmado do intervalo e fez tudo menos chegar ao terceiro golo: Bale cobrou um livre directo à barra, Crouch desviou um cruzamento de Bale que apenas Prödl conseguiu travar em cima da linha e o penalty de Bale foi travado por Wiese, após Kroos ter cometido falta sobre Modrić. As oportunidades continuaram a surgir e, à entrada dos últimos dez minutos, um cruzamento de Bale foi devolvido pela barra, Lennon aproveitou o ressalto e serviu Crouch para o 3-0 final.