Chadli destaca eficácia holandesa

Nacer Chadli afirmou ao UEFA.com que o Twente esteve sempre confiante em conseguir a primeira vitória no Grupo A frente ao Bremen: "Fomos mais perigosos e criámos as melhores oportunidades."

Nacer Chadli em acção frente ao Bremen
Nacer Chadli em acção frente ao Bremen ©Getty Images

O FC Twente agarrou a oportunidade, mas Nacer Chadli afirmou ao UEFA.com que o campeão da Holanda esteve sempre confiante em obter a primeira vitória no Grupo A da UEFA Champions League frente ao SV Werder Bremen.

Depois de ambas as equipas terem desperdiçado várias hipóteses para marcar, Chadli foi o homem que encontrou finalmente o caminho para a baliza de Sebastian Mielitz quando faltavam nove minutos para o fim. E assim terminou a série de oito desafios em que Weserstadion não viu o Bremen perder em jogos das provas de clubes da UEFA. O líder da Liga holandesa tem apenas uma derrota em 18 jogos oficiais na presente temporada e está agora a dois pontos do líder do agrupamento, isto numa altura em que faltam disputar duas jornadas. Já o Bremen, ocupa a última posição com cinco pontos de desvantagem em relação ao topo da tabela.

"Apesar de eles terem tido mais bola do que nós, conseguimos ser mais perigosos e criámos as melhores oportunidades”, afirmou Chadli, decisivo na jogada que culminou com o cabeceamento de Luuk de Jong três minutos depois do primeiro tento. “Sabíamos que encontraríamos uma solução, pois eles iriam deixar muito espaço. Tive uma boa oportunidade e acertei no ferro, mas à segunda marquei.”

"Depois do cartão vermelho [a Torsten Frings, capitão do Bremen], foi mais fácil manter a bola pois tínhamos mais um homem”, afirmou o belga de 21 anos, que não deixou de se mostrar satisfeito por a equipa ter mantido pela primeira vez a defesa inviolável. “Tínhamos muitos lesionados e não foi fácil. Eles tiveram muita posse de bola, mas nós permanecemos compactos e conseguimos fechar os espaços. Quando tivemos bola, contra-atacámos rapidamente e eles mostraram dificuldades em lidar com isso.”