Twente soma primeira vitória

SV Werder Bremen 0-2 FC Twente
Um jogo com várias oportunidades que parecia encaminhar-se para um nulo acabou por sorrir ao Twente após a expulsão de Torsten Frings.

Twente soma primeira vitória
Twente soma primeira vitória ©UEFA.com

O FC Twente marcou por duas vezes nos últimos nove minutos e bateu o SV Werder Bremen no terreno deste por 2-0, somando, desta forma, a sua primeira vitória para a UEFA Champions League.

O Twente aproveitou o facto de o capitão do Werder Bremen, Torsten Frings, ter sido expulso a 15 minutos do final, com Luuk de Jong a sentenciar o encontro aos 84 minutos, três minutos depois de um remate desviado de Nader Chadli ter aberto o activo e reforçado as ambições dos campeões holandeses em chegarem à fase seguinte.

O Werder Bremen havia levado a melhor na eliminatória entre as duas equipas na UEFA Europa League da época passada graças a início explosivo da segunda mão jogada no Weserstadion e, apesar de os alemães terem igualmente iniciado o encontro em bom plano, nunca conseguiram concretizar as oportunidades de que dispuseram.

O Twente teve bastante menos posse de bola, mas ameaçou bem mais sempre que a teve em seu poder. Um cruzamento de Chadli para a cabeça de Marc Janko obrigou o habitual terceiro guarda-redes dos alemães, Sebastian Mielitz, a uma boa defesa, antes de o dianteiro austríaco ter sido travado por duas vezes por outros tantos desarmes de Wesley.

À medida que o pouco habitual quarteto defensivo do Werder Bremen, que não apenas apresentou Wesley, mas igualmente o médio Frings, ia mantendo o Twente fora da área, os germânicos quase marcaram, mas, primeiro, um remate de Claudio Pizarro foi devolvido pelo poste e, depois, o português Hugo Almeida, não conseguiu desviar a bola para a baliza sem ninguém entre os postes.

Mielitz, entretanto, já havia negado o golo a Bryan Ruiz antes do intervalo e, após o reatamento, o jovem de 21 anos fez uma defesa ainda melhor, para deter o remate acrobático de Chadli. O mesmo levou a melhor sobre o guarda-redes pouco depois, mas o mesmo poste que havia negado o golo a Pizarro no primeiro tempo, salvaria, desta vez, os alemães.

Nikolay Mihaylov também teve a oportunidade de brilhar durante um período de jogo bastante movimentado, desviando um poderoso remate de Wesley, antes de suster por instinto um cabeceamento de Hugo Almeida à queima-roupa e de voltar a negar o golo ao internacional português, que, entretanto, se isolara.

O encontro, no entanto, cairia para o lado dos visitantes após a expulsão de Frings, por puxar Ruiz quando o costa-riquenho partia em direcção à baliza alemã. Primeiro, Chadli aproveitou o enorme espaço concedido para contra-atacar e rematar de fora da área, com a bola a tabelar em Per Mertesacker e a iludir Mielitz. Chadli voltaria a estar envolvido no golo seguinte, ao fazer um belo passe para Ruiz, que cruzou para o desvio de cabeça de De Jong.