O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

O jogo da vida de Boussoufa

Mbark Boussoufa afirmou que a recepção ao Partizan é decisiva "não só para o Anderlecht, mas para todo o futebol belga", enquanto o treinador dos sérvios, Aleksandar Stanojević, prometeu jogar ao ataque.

Mbark Boussoufa esteve me bom nível no jogo em Belgrado
Mbark Boussoufa esteve me bom nível no jogo em Belgrado ©Getty Images

O RSC Anderlecht vai receber o FK Partizan, na segunda mão do “play-off” da UEFA Champions League, e o organizador de jogo Mbark Boussoufa não esconde a importância do jogo, numa altura em que a eliminatória está empatada a duas bolas.

Na semana passada, durante um período de apenas 12 minutos do encontro em Belgrado, o Anderlecht esteve em vantagem, sofreu dois golos, mas ainda conseguiu empatar. Os belgas estão a um passo de garantirem a primeira presença na fase de grupos desde 2006/07 e Boussoufa alertou: "O jogo de terça-feira será um dos mais importantes do ano, não só para o Anderlecht, mas para todo o futebol belga".

Os belgas fizeram um bom ensaio no sábado, batendo por 3-0 o KSC Lokeren OV, apesar de terem poupado diversos jogadores e do autocarro do Anderlecht ter sofrido um acidente a caminho do estádio. A lesão no tornozelo do avançado Tom De Sutter e as queixas num joelho do guarda-redes Davy Schollen continuam a impedir que os dois jogadores sejam utilizados, mas os médios Lucas Biglia e Jonathan Legear esperam recuperar de problemas num ombro e nos músculos de uma coxa, respectivamente.

"Espero que os adeptos puxem pela equipa desde o primeiro minuto, pois vamos precisar de todo o apoio ", acrescentou Boussoufa. "A UEFA Champions League é o sonho de qualquer jogador, pois temos oportunidade de defrontar clubes que, normalmente, só vemos na televisão. Vamos dar o máximo para, na terça-feira, garantirmos o nosso lugar na prova".

O Partizan, que eliminou o Newcastle United FC, há sete anos, para garantir a única participação na fase de grupos, adiou o encontro do fim-de-semana com o FK Hajduk Kula e vai apresentar-se mais fresco na Bélgica. O treinador Aleksandar Stanojević não poderá contar neste jogo com o português Almani Moreira, que faz companhia na lista de lesionados ao médio Branislav Jovanović e ao defesa-esquerdo José Kizito.

"Antes do jogo da primeira mão afirmei que o Anderlecht era favorito e não mudei de opinião ", explicou Stanojević. "Eles estão em boa posição para o segundo jogo, pois vão jogar em casa, mas nós não temos nada a perder. A minha principal preocupação nos últimos dias tem sido manter os jogadores concentrados. Têm de estar muito atentos durante os 90 minutos".

O Anderlecht está em vantagem por ter marcado um golo em casa do adversário, mas isso não provoca receio a Stanojević. "Vamos jogar da mesma forma, com dois avançados e dois médios ofensivos", avisou. "Precisámos de vencer, por isso não é altura para defender".