O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Noite para mais tarde recordar

Matheus, autor do golo da vitória do Braga, disse ter sido "uma noite para recordar", mas espera uma segunda mão complicada em Espanha, depois da formação lusa ter vencido o Sevilha (1-0) no primeiro jogo do "play-off".

Noite para mais tarde recordar
Noite para mais tarde recordar ©UEFA.com

Matheus disse ter sido "uma noite para mais tarde recordar", depois de marcar o golo com que o Sp. Braga venceu o Sevilla FC, por 1-0, na primeira mão do "play-off", e elogiou o treinador Domingos Paciência por ter inspirado a equipa para uma exibição muito melhor na segunda parte.

O triunfo coloca os minhotos a um pequeno passo da fase de grupos da UEFA Champions League, na sua época de estreia na competição. No entanto, o segundo classificado da Liga portuguesa na época passada passou por dificuldades na primeira parte, e por pouco não foi para o intervalo a perder, já que um cabeceamento de Luis Fabiano acertou no poste, no início da partida.

Diferente para melhor na etapa complementar, o Braga atacou com propósito e foi recompensado com o golo de Matheus, aos 62 minutos. "Foi a primeira vez que ouvimos o hino da Champions League e eu marquei o golo da vitória - que mais se pode pedir?", disse o avançado brasileiro ao UEFA.com. "O cabeceamento do Paulo César foi bem defendido pelo guarda-redes, e eu tive a sorte de estar no sítio certo para fazer a recarga".

Depois de uma primeira parte em que admitiu que o Braga "teve dificuldades", o jogador de 27 anos estava grato pelo descanso ao intervalo. "Na primeira parte alinhámos nas intenções do Sevilha, e por isso é que tivemos algumas dificuldades", acrescentou. "O nosso treinador teve uma longa conversa connosco ao intervalo e conseguimos melhorar na segunda parte, acabando por ganhar o jogo. No entanto, ainda falta disputar a segunda mão, e temos que estar muito concentrados e trabalhar muito para alcançar a fase de grupos".

O capitão do Braga, Vandinho, estava especialmente agradado com o facto de não terem sofrido golos. "Jogamos sempre para ganhar, e penso que conseguimos um bom resultado esta noite", disse o médio. "Antes do jogo, sabíamos que uma das coisas mais importantes era não sofrermos golos, e isso acabou por acontecer. A primeira metade da eliminatória está cumprida, mas ainda nada está decidido. Podemos esperar um segundo jogo muito difícil em Espanha, e espero evitar o mesmo tipo de problemas pelos quais passámos esta noite, nos primeiros 45 minutos. O Sevilha possui jogadores de topo, mas sabemos o que temos de fazer para alcançar o sucesso".

O Sevilha tinha chegado ao Norte de Portugal depois de um triunfo por 3-1 sobre o FC Barcelona, na primeira mão da SuperTaça de Espanha. No entanto, neste confronto, vai precisar de operar uma reviravolta, cenário no qual o avançado Fabiano não pensava até esta quarta-feira. "O resultado não é o que estávamos à espera", disse o brasileiro. "Perdemos, mas não creio que tenhamos jogado assim tão mal. Na primeira parte fomos de longe a melhor equipa, mas não marcámos. Ainda temos a segunda mão, e estou certo que tudo vai ser diferente".