PAOK quer aproveitar a oportunidade

Após empatar (1-1) a primeira mão na Holanda, as esperanças de apuramento do PAOK (onde actua o extremo português Vieirinha) para o "play-off" mantêm-se elevadas antes de receber o Ajax em Salónica.

Vladimir Ivić, do PAOK, marcou um golo importante em Amesterdão frente ao Ajax
Vladimir Ivić, do PAOK, marcou um golo importante em Amesterdão frente ao Ajax ©vuurstphoto

Dizer que Salónica aguarda ansiosamente a segunda mão da terceira pré-eliminatória da UEFA Champions League entre o PAOK FC e o AFC Ajax peca por defeito. É o principal tema de conversas nos cafés situados na marginal da segunda cidade da Grécia, onde o ambiente é ainda mais quente do que os 35 graus exibidos pelos termómetros. Quanto a bilhetes para o duelo do Estádio Toumba, estão esgotados há uma semana e muitos dos adeptos do clube planearam as suas férias para antes ou depois do encontro.

O jogo de quarta-feira será o 100º do PAOK nas competições europeias e o emblema helénico espera celebrá-lo com uma vitória frente ao campeão da Europa em quatro ocasiões. A última vez que o PAOK venceu um jogo nas competições europeias aconteceu a 14 de Dezembro de 2005, num triunfo por 5-1 sobre o Stade Rennais FC na fase de grupos da Taça UEFA. Após essa noite, o conjunto de Salónica esteve três temporadas sem actuar na Europa, ao que se seguiu o regresso sem sucesso na derrota no "play-off" da UEFA Europa League frente a outro conjunto holandês, o SC Heerenveen.

Os esforços de dois membros da selecção grega vencedora do UEFA EURO 2004 – o médio Theodoros Zagorakis que passou a presidente do clube e o o dianteiro Zisis Vryzas, que se tornou director-desportivo, cujo início de funções aconteceu no Verão de 2007 – ajudaram o PAOK a regressar aos bons desempenhos a nível interno. Na época passada, sob as ordens do treinador português Fernando Santos, entretanto nomeado seleccionador da Grécia, a equipa de Salónica, que continua a contar com o extremo lusitano Vieirinha no plantel, somou triunfos impressionantes sobre o Olympiacos FC no "play-off" de final de época relativo à vaga de acesso à UEFA Champions League.

Desde então, o PAOK teve de lidar com a saída do técnico português após três temporadas ao leme da equipa. Mario Beretta sucedeu ao luso, mas esteve um mês em funções, pois foi substituído por Pavlos Dermitzakis, de 41 anos, a 23 de Julho. Quando o grego assumiu o cargo faltavam apenas seis dias para o jogo da primeira mão com o Ajax, o que lhe deixava a difícil tarefa de levantar o moral da equipa após uma pré-temporada recheada de problemas.

Contudo, o PAOK manteve as esperanças intactas após a viagem de quarta-feira a Amesterdão. Depois de ter limitado os danos numa primeira parte muito pobre, graças a um tento madrugador de Luis Suárez para o Ajax, o PAOK respondeu de maneira bastante determinada na segunda parte e aproveitou a oportunidade de que dispôs, a 17 minutos do final, para empatar a contenda, por intermédio de Vladimir Ivić. O médio-ofensivo sérvio comentou depois do encontro: "Tivemos muita sorte na primeira parte, porque o Ajax dispôs de várias oportunidades para dilatar a vantagem. Mas frente a um adversário tão complicado, conseguimos um resultado positivo e agora acreditamos em nós próprios. Acreditamos que nos podemos apurar."

O avançado Dimitris Salpingidis, que regressa quarta-feira ao Toumba após passar quatro anos no Panathinaikos FC, está optimista quanto às hipóteses do PAOK, onde também actua o lateral-esquerdo brasileiro Lino, antigo jogador do FC Porto, Académica, Fluminense e São Paulo, entre outros: "Nada está ainda decidido. No nosso estádio cheio, iremos fazer o nosso melhor para nos qualificarmos e dar uma alegria aos adeptos." Para além da alegria a estes proporcionada, a qualificação para o "play-off" de acesso à fase de grupos também assegurará o regresso ao futebol das competições europeias no Outono e o incremento das finanças do clube.

O PAOK não poderá contar com o guarda-redes da selecção da Grécia, Kostas Chalkias, devido à fractura de um dedo com apenas 15 minutos decorridos do jogo da primeira mão, mas o técnico Dermitzakis já deverá ter ao seu dispor o dianteiro Zlatan Muslimović, recuperado da lesão numa virilha que o impediu de viajar até à Holanda na semana passada.

Conteúdos relacionados

Topo